Morde e assopra! Khabib avalia pontos fracos e fortes de Tony Ferguson

Khabib Nurmagomedov é possivelmente o atleta mais dominante no MMA mundial atualmente. Invicto na carreira com 28 vitórias, o russo enfrentará um dos seus maiores rivais até então: Tony Ferguson. Mas nem mesmo um adversário do calibre de ‘El Cucuy’ parece preocupar ‘The Eagle’. Em conversa com a imprensa, o campeão peso-leve (70 kg) do UFC fez uma análise de seu próximo rival na companhia.

No melhor estilo ‘morde e assopra’, Khabib avaliou as brechas que podem ser exploradas no jogo de Tony, mas também ressaltou as credenciais de seu adversário. Possivelmente os dois melhores pesos-leves da atualidade, os dois se enfrentam na luta principal do UFC 249, agendado para o dia 18 de abril, no Brooklyn (EUA).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Sempre avalio as minhas chances maiores do que as dos meus oponentes, já que não consigo chegar para uma luta com incertezas. Sou muito melhor que ele no wrestling, sou muito melhor que ele fisicamente. Sou mais duro que ele, e ainda não perdi, ao contrário dele. Nunca sofri um knockdown. Ele sofreu, acho que sete knockdowns no UFC, muitas dessas por socos. E eu sei bater, então vou atingi-lo especialmente com força”, provocou Nurmagomedov, antes de exaltar a grandiosidade de Ferguson.

“Mas também temos que notar seus pontos fortes. Ele também está em uma boa sequência de vitórias, não perde desde 2012. Ele é um adversário muito bom. Na história do UFC nunca houve uma luta entre duas pessoas com 12 vitórias consecutivas. Portanto, será um grande desafio, um evento histórico”, completou o campeão, de acordo com a tradução do site ‘RT Sport’.

Para evitar lesões, Khabib ressaltou que, por ora, mantém a intensidade de seus treinos mais baixa. O russo afirmou que o camp propriamente dito para o combate terá início em janeiro. Esta é a quinta vez que o Ultimate escala Ferguson e Nurmagomedov – nas outras quatro ocasiões o confronto foi cancelad por conta de lesões ou falhas na balança de ambas as partes.

 

 

Leia também