Módulo de contêineres não estava em planta do CT do Flamengo

Yahoo Esportes
Área incendiada no CT do Flamengo na última sexta (THIAGO RIBEIRO/Agif/Gazeta Press)
Área incendiada no CT do Flamengo na última sexta (THIAGO RIBEIRO/Agif/Gazeta Press)

O projeto enviado pelo Flamengo em 2010 para obter licença para construir o Centro de Treinamento George Helal, apelidado de Ninho do Urubu, não tinha o módulo de contêineres que pegou pegou foto na sexta (8), causando a morte de dez atletas.

A informação é da TV Globo, que teve acesso ao documento enviado pelo clube à Prefeitura do Rio de Janeiro para conseguir a aprovação antes do início da construção.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A área que recebia os contêineres tinha outros usos. Parte dela serviria como depósito e lavanderia, enquanto outra parte seria um escritório da administração do clube. O restante foi marcado como estacionamento.

Foi feita uma atualização da planta em 2018, mas os contêineres onde os atletas estavam também não apareciam.

Leia mais:
– Alojamento do Ninho não foi fiscalizado pelos Bombeiros em 2018
– Vítima do incêndio recebeu nome em homenagem a Zico; ídolo posta foto
– Zico critica Flamengo: ‘Não resolveu problemas no CT’


Leia também