Modric desconversa sobre uma nova campanha memorável da Croácia

Capitão da seleção croata, Luka Modric

Por Martin Petty

AL RAYYAN, Catar (Reuters) - O capitão da seleção croata, Luka Modric, procurou desconversar nesta terça-feira sobre uma possível repetição da excelente campanha de sua equipe na Copa do Mundo de 2018, e disse que as comparações sobre sua própria fase eram distrações sem sentido diante dos jogos duros pela frente.

Modric foi escolhido melhor jogador do torneio na Rússia, quando a Croácia desafiou as probabilidades e levou, de virada, três partidas eliminatórias para as prorrogações, antes de perder para a França na final.

Para chegar lá novamente, a Croácia irá precisar de um bom início na quarta-feira contra o Marrocos no Grupo F, antes de enfrentrar o Canadá e a Bélgica, segunda colocada no ranking mundial.

"Definitivamente, o que conseguimos em 2018 na Rússia é inesquecível e indelével em minha mente. Outros podem continuar falando sobre isso, mas precisamos colocar de lado e focar no que está em nossa frente", disse Modric em entrevista coletiva.

"Muitos jogadores na Copa do Mundo de 2018 não estão aqui, temos novos jogadores, novos jogadores jovens de qualidade, com sangue novo e energia. Esse é um novo torneio e precisamos olhar para ele assim."

A classificação da Croácia para a Copa do Mundo foi tranquila, e a seleção ainda liderou seu grupo na Liga das Nações, terminado à frente da França. Mas, mesmo com as vitórias em suas últimas seis partidas, as casas de apostas colocam os croatas como azarões no Catar.

E é exatamente dessa falta de favoritismo que o vencedor da Bola de Ouro de 2018 gosta.

Modric disse que é importante respeitar os adversários no Catar, incluindo o Marrocos, descrevendo os jogadores como fenomenais e altamente motivados.

"Temos que manter uma atitude modesta e não fazer grandes promessas ou afirmações de que iremos conseguir alguma coisa", disse.

(Reportagem de Martin Petty)