Mirando uma vaga na Libertadores, Fluminense conta com semana livre na reta final do Brasileiro

·1 min de leitura
Elenco do Fluminense se apresenta no CT Carlos Castilho, nesta segunda (Lucas Merçon/Fluminense FC)


Prestes a encerrar o ano, o Fluminense conta com um período de descanso e treinamento atípico para o elenco. Em sua segunda temporada com mais jogos, o Tricolor recebeu sete dias sem confrontos, episódio que só aconteceu duas vezes nesta temporada. Com desfalques importantes, o time pode focar na recuperação física do elenco para disputar com força máxima a vaga na Libertadores de 2022.

Durante toda a campanha, o Flu teve mais de cinco dias sem jogar duas vezes, em decorrência do adiamento dos jogos contra o Cerro Porteño, pelas oitavas de final da Libertadores, e Santos, pela 23ª rodada do Brasileiro. Os hiatos renderam dez dias de preparação para os duelos contra o Palmeiras e Fortaleza, respectivamente.

A 180 minutos da definição para a próxima temporada, o Tricolor pode investir na recuperação de alguns jogadores titulares que se encontram no departamento médico. Martinelli e Nino sofreram lesões musculares na coxa esquerda, enquanto John Kennedy sentiu um desconforto. Os três estão há duas rodadas sem entrar em campo.

> Confira a classificação da Série A do Brasileiro

Embora o período não seja tão longo quanto nas ocasiões anteriores, o Fluminense não precisará compensar o calendário, visto que o hiato se deve ao fim da competição. Assim, Marcão tem os ingredientes para priorizar a recuperação física do elenco, e iniciar a preparação mental para as duas rodadas que podem garantir o principal objetivo do clube.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos