Miranda anuncia saída do São Paulo e se despede com postagem em rede social; assista


O veterano Miranda foi o primeiro nome a anunciar sua saída do São Paulo neste final de temporada. O zagueiro se despediu do clube na tarde desta quinta-feira (10), após uma postagem em suas redes sociais.

ATUAÇÕES: Nestor tira chance de “redenção” de Igor Gomes em noite ruim do São Paulo

Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Miranda vivia sua segunda passagem com a camisa do Tricolor paulista. A primeira aconteceu entre 2006 e 2011, onde chegou atuar ao lado até mesmo de Rogério Ceni. Em março do último ano, sob o comando de Hernán Crespo, retornou a equipe e esteve na campanha campeã do Campeonato Paulista de 2021.

Lesionado e sem jogar desde outubro, o contrato do defensor terminava no final desta temporada. Na última terça-feira (8), após a última partida do São Paulo no estádio do Morumbi, Ceni já havia dado a entender que o futuro de Miranda era incerto e falou do jogador com um tom de despedida.

Miranda - São Paulo
Miranda - São Paulo

Miranda encerra sua segunda passagem pelo São Paulo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

- Acho que o Miranda é uma situação atípica: vencedor, ganhou muito pelo clube. Trabalhamos juntos como atletas e trabalhamos agora. É um jogador que, merecidamente, tem um salário mais alto, e ele mereceu tudo isso. Acho que a situação dele é mais difícil de continuar mesmo tendo toda a amizade, mas se posicionar é importante. Acho que, dentro dessa situação de remodelação financeira do clube, é um dos casos que fogem um pouco do que o clube pretende. Ele não deixa de ter a admiração, a amizade que sempre existiu - disse Ceni na ocasião.

Em sua despedida nas redes sociais, Miranda exaltou todo o carinho que mantém pelo clube e destacou que queria ter conseguido a oportunidade de um último jogo no estádio do Morumbi.

– Chegou ao fim o meu último capítulo como jogador do São Paulo. Voltei ao clube que amo para tentar viver um pouco daquelas emoções que vivi entre 2006 e 2011. Posso dizer que consegui. Sentir o Morumbi lotado e conquistar mais um troféu são emoções que vou levar para sempre. Com vocês, realizei meus sonhos. Gostaria muito de ter tido uma última oportunidade, no Morumbi, para me despedir de todos os são-paulinos que representam os 20 milhões que carregam essa instituição tão grande. Infelizmente não foi possível – escreveu o defensor.