Ministro da Educação comete novo erro de português: "mais imprecionante"

Ministro da educação comete novo erro de grafia - Foto: Reprodução/Twitter
Ministro da educação comete novo erro de grafia - Foto: Reprodução/Twitter

Abraham Weintraub, ministro da Educação de Jair Bolsonaro, é conhecido por se envolver em diversas polêmicas ao longo de sua gestão. Tal qual o presidente, Weintraub usa muito as redes sociais para se posicionar e divulgar seu trabalho. De vez em quando, porém, sua atividade virtual joga contra sua imagem.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ao agradecer um elogio de Eduardo Bolsonaro, deputado federal e filho do presidente, Weintraub escreveu a seguinte postagem:

“Caro @BolsonaroSP, agradeço seu apoio. Mais imprecionante: Não havia a área de pesquisa em Segurança Pública. Agora, pesquisadores em mestrados, doutorados e pós doutorados poderão receber bolsas para pesquisar temas, como mencionado por ti, que gerem redução da criminalidade” (sic).

Leia também

A palavra “impressionante” não se escreve com a letra “C” e, por isso, o post foi apagado posteriormente pelo ministro. Vale lembrar que esse não é o primeiro deslize de Weintraub no uso correto da língua portuguesa.

Além do erro de grafia, há que se destacar que o ministro alega que em governos anteriores não havia área de pesquisa em Segurança Pública, fato que não procede.

Leia também