Ministério da Saúde descarta suspeita de coronavírus no Brasil, mas MG mantém alerta

Yahoo Notícias
Pipette adding fluid to one of several test tubes .medical glassware
Pipette adding fluid to one of several test tubes .medical glassware

Após confirmação da SES/MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) sobre a suspeita de um caso de coronavírus em Belo Horizonte, o Ministério da Saúde emitiu uma nota oficial descartando a notificação.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Até o momento, não há detecção de nenhum caso suspeito no Brasil de Pneumonia Indeterminada relacionado ao evento na China", afirma a nota divulgada na tarde desta quarta-feira (22) pela pasta.

Leia também

Segundo o Ministério da Saúde, o caso mencionado em Minas não se enquadra na definição de casos suspeito da OMS (Organização Mundial de Saúde) porque a paciente esteve em Xangai, onde não há, até agora, transmissão ativa do vírus.

"De acordo com a definição atual da OMS, só há transmissão ativa do vírus na província de Whuan", argumenta o Ministério. 

Apesar da posição do Ministério da Saúde, a SES/MG garante que vai manter o status de caso suspeito como uma medida de prevenção.

De acordo com o Portal R7, a assessoria de imprensa da SES/MG diz que o caso foi destacado por órgãos como a Opas (Organização Pan Americana de Saúde) e a própria OMS e, portanto, permanecerá, na visão do Governo do Estado, como “suspeito”.

A SES/MG alega que a paciente, que está internada no Hospital Eduardo de Menezes em Belo Horizonte, esteve na cidade de Xangai, mais de 800 km distante de Wuhan, onde o surto começou na China. A paciente desembarcou em Belo Horizonte no último sábado.

Na visão da secretaria o caso pode ser descartado nos próximos dias, mas as autoridades mineiras continuarão trabalhando com a suspeita por "prevenção".

Leia também