Ministério Público pede informações sobre partidas da Copa América no Mané Garrincha, em Brasília

·1 minuto de leitura


O Ministério Público do Distrito Federal quer informações do governo local e do consórcio que administra o estádio Mané Garrincha sobre a realização das partidas da Copa América no local. O órgão busca entender o que será feito para que o vírus da Covid-19 não se espalhe no período do torneio.

A arena recebe a partida inaugural do Brasil no próximo dia 13 e outros sete duelos no decorrer da competição. Dessa forma, o MP também pede que todos os protocolos sanitários sejam cumpridos e mostra preocupação com possível aglomerações ao redor do estádio.

> Veja a tabela da Copa América

- A força-tarefa requisitou informações detalhadas sobre as tratativas para a realização do evento, em especial as medidas a serem adotadas pela arena e pelo governo distrital visando à prevenção da transmissão do vírus e a não aglomeração de pessoas nas proximidades do Estádio Nacional Mané Garrincha - diz o documento.

Além disso, o Ministério Público prevê punir as pessoas que descumprirem a ordem de não se aglomerarem. A instituição também quer um Plano de Ação da Polícia Militar nos próximos cinco dias com o intuito de entender como será o processo de segurança e transporte durante o evento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos