Minas bate o Praia e sai na frente na final da Superliga feminina de vôlei

·3 min de leitura
Após conquistar a Superliga, Minas faturou o Sul-Americano sobre o mesmo rival, o Praia (Foto: Nadine Oliver/CBV)


Num jogo digno de final, com muitos ralis, entrega dos dois lados, belas defesas e a rivalidade de sempre, Dentil Praia Clube e Itambé Minas abriram o playoff final da Superliga 1xBet Feminina de Vôlei 2021/22, diante de 9.566 torcedores no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. E deu Minas.

Com 19 pontos da turca Neri Ozsoy, as mineiras venceram por 3 sets a 1 (25-18, 25-22, 22-25, 25-22) e já podem ser campeãs pela terceira vez consecutiva se voltarem a ganhar o segundo confronto, na próxima sexta-feira, às 21h, novamente na capital federal. Se der Praia, a decisão será no terceiro jogo, marcado para o dia 3 de maio.


Muito diferente da jogadora inconstante no passe e no ataque que atuou no início da temporada e no turno do Superliga, Neri manteve o bom momento dos últimos jogos e foi decisiva para a vitória minastenista. Com Kisy insegura na maior parte do tempo e sem uma oposta de origem no banco de reservas para tentar uma substituição, coube à Neri encarar as bolas de decisão. Ficou com o troféu Viva Vôlei e, em entrevista ao SporTV depois do jogo, disse acreditar que o segundo jogo será ainda mais difícil.

A oposta Brayelin Martinez foi a maior pontuadora do Praia, com 16 pontos, mas fez uma partida inconstante, cometendo erros de finalização nos momentos importantes dos sets.


O JOGO
Depois de perder os dois primeiros sets, o técnico Paulo Coco foi para o tudo ou nada na terceira parcial. Escalou Tainara no lugar de Kasiely na ponta, colocando duas ponteiras de definição em quadra – ao lado da holandesa Anne Buijs. A mudança deixou o time realmente mais agressivo no ataque. O saque do Minas caiu de produção e o bloqueio não encontrou os ataques rivais. Com bela atuação das jogadoras de extrema e Claudinha aproveitando bem o bom momento das atacantes, as mineiras de Uberlândia venceram o set e colocaram fogo no jogo.

O Minas voltou mais ligado no quarto set, já antecipando o bloqueio para as extremidades, entendendo que o jogo do Praia seria por ali. Chegou a abrir cinco pontos de frente, com Neri virando tudo. Léia também fez grande partida no passe e na defesa. Pri Daroit foi importante no ataque nos dois primeiro sets. O Praia reagiu numa rede sempre complicada para o Minas – a rede de duas atacantes – e encostou em 20 a 21. Mas, as mineiras da capital acabaram vencendo, ficando a uma vitória do quinto título de Superliga da sua história – foi campeão nas temporadas 1991/92, 2001/2002, 2018/2019 e 2020/21.
A dúvida agora é saber se Paulo Coco começa o próximo jogo com a formação que terminou a partida de hoje, com Tainara na ponta, no lugar de Kasiely, para ganhar mais potência no ataque ou se mantém o passe mais equilibrado para poder jogar com as centrais.

DENTIL PRAIA CLUBE: Claudinha, Brayelin Martinez, Carol, Jineiry Martinez, Kasiely, Anne Buijs e Suelen (líbero). Entraram: Lyara, Tainara, Vanessa Janke e Ju Perdigão. Técnico: Paulo Coco
ITAMBÉ MINAS: Macris, Kisy, Thaisa, Carol Gattaz, Pri Daroit, Neri Ozsoy e Léia (líbero). Entraram: Pri Heldes e Júlia Kudiess. Técnico: Nicola Negro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos