Milton Neves foi avisado de desvio milionário, mas acreditou em ex-funcionário, revela site

LANCE!
·1 minuto de leitura


O apresentador da Band Milton Neves, que comanda o programa "Terceiro Tempo", teria sido informado por um anônimo de um rombo milionário em suas finanças. De acordo com o Uol, Milton teria recebido mensagens que afirmavam que o ex-funcionário Evandro Ribeiro desviou R$ 2,5 milhões da "Terceiro Tempo", empresa de publicidade e comunicação do apresentador.

+ Veja a tabela do Campeonato Brasileiro feminino e confira os jogos da rodada

Ao confrontar Evandro, no entanto, Milton teria escutado que tudo não seria uma grande farsa do contato anônimo. A pessoa teria enviado uma mensagem via WhatsApp para o jornalista da Band. Segundo o portal, o texto, na realidade, foi escrito por um outro ex-funcionário, que, após ser demitido por corte de custos, resolveu revelar o crime para Milton. O caso se tornou público nesta sexta-feira pela Revista veja.

Evandro era um funcionário de confiança de Milton e a acusação não teria sido levada a frente pela intimidade entre eles. O caso foi parar na Justiça em 2020, quando um motoboy e um auxiliar de escritório confessaram o crime feito junto de Evandro. A corrupção acontecia no momento da emissão de notas fiscais da empresa.

Evandro Ribeiro foi indiciado pela Polícia Civil por furto qualificado, abuso de confiança e concurso de agentes, no final de janeiro. A última acusação aconteceu porque dois funcionários que também trabalhavam na "Terceiro Tempo" confessaram aos crimes. A dupla abriu uma empresa fantasma que também emitia notas fiscais para ajudar no esquema supostamente liderado por Evandro.

Ao portal, o advogado de Milton Neves alegou que o apresentador não espera reaver o dinheiro, mas deseja "justiça" no caso. Já a defesa do ex-funcionário quer que o jornalista comprove a irregularidade.