Milton elogia Julio na zaga e lamenta chuva: 'Desmontou o que eu pretendia'

Hugo Mirandela
Técnico diz que equipe foi bem, travou as armas do Rubro-Negro, controlou o jogo e tomou poucos sustos. Com o empate em 0 a 0, o Cruz-Maltino está na final da Taça Rio

Além dos muitos desfalques, o Vasco resolveu não escalar Jomar na partida desta quinta-feira, contra o Boavista, por conta de confusão em relação ao número de cartões amarelos que o zagueiro tinha. Por isso, Julio dos Santos teve que ser improvisado na zaga. O volante paraguaio ganhou elogios do técnico Milton Mendes.

- O Julio entrou bem, fez um bom jogo. Ele jogou como eu queria, saiu jogando. Talvez falte um pouco de velocidade, mas tem um nível extraordinário. Tentei mexer o menos possível na estrutura. Optei pelo Julio porque ele já estava treinando como zagueiro desde quando eu cheguei - disse Milton, explicando a decisão de não escalar Jomar.

- Sem dúvida nós tínhamos a consciência que poderíamos até colocar o jogador, porque o que conta é a súmula. Mas achamos prudente e conversamos entre todos. Foi decidido que seria melhor assim, e o certo também. Afinal, ele levou os três cartões amarelos - explicou o técnico.

Segundo Milton, a chuva atrapalhou todos os seus planos para a partida. Porém, ele viu bons momentos da equipe mesmo com o campo não estando em boas condições.

- Nós iniciamos a nossa forma de jogar no 4-1-4-1. O que eu imaginei caiu por terra, ou do céu, antes do jogo. O que queria era o toque de bola rápido com a entrada do Escudero. Dificultou tudo quando começou a chover e desmontou tudo que eu pretendia. Mas tivemos momentos bons, atendendo as dificuldades do campo







E MAIS: