Michael, sistema defensivo e mais: o que ficar de olho no Flamengo contra o Athletico-PR

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Na noite desta quarta-feira, o Flamengo enfrenta o Athletico-PR na Arena da Baixada, às 21h30, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. A competição, vale lembrar, é um dos poucos títulos que essa geração do Rubro-Negro, que se consolidou em 2019, não conquistou. Por isso, a seguir, o LANCE! mostra ao torcedor o que ficar de olho no time dentro de campo.

> Lembre os jogadores do Flamengo campeões na final da Copa do Brasil 2013

SISTEMA DEFENSIVO: um dos pontos fortes do Flamengo na competição é a defesa. Até aqui, foram seis partidas disputadas e nenhum gol sofrido. Além disso, o técnico Renato Gaúcho ainda terá o reforço Rodrigo Caio, que ficou de fora contra o Cuiabá, mas foi relacionado para esta partida. Assim, voltar ao Rio de Janeiro sem permitir que o Furacão balance as redes pode ser uma vantagem importante para garantir a vaga na final.

MICHAEL: com o desfalque de Bruno Henrique, é provável que o camisa 19 seja titular nesta noite. Nesse sentido, vale lembrar que Michael é o líder do Flamengo em finalizações certas na Copa do Brasil, com oito (terceira melhor marca da competição). Portanto, a presença do atacante certamente será uma arma importante para o time construir o resultado positivo no Paraná.

> Tem Fla-Flu no sábado! Veja a tabela do Brasileirão

FALTAS: o Athletico-PR é o terceiro time da Copa do Brasil com mais faltas cometidas - no total, foram 112. Dessa forma, o Flamengo poderá ter oportunidades para alçar a bola na área do Furacão e, também, bater direto no gol. Andreas Pereira, por exemplo, acabou com um jejum de 1.221 dias e mostrou que tem qualidade nas cobranças. O meia, inclusive, já recebeu elogios do Maestro Júnior e de Renato Abreu.

GABIGOL: ele não marca desde o dia 28 de agosto, quando o Flamengo venceu o Santos por 4 a 0, na Vila Belmiro, e mais uma vez, terá a chance de acabar com o jejum de gols. Na último fim de semana, contra o Cuiabá, Gabi não teve uma grande atuação, mas o técnico Renato Gaúcho revelou que ele havia passado mal no vestiário e quase ficou de fora do confronto.

RESPOSTA: o último jogo do Flamengo, contra o Cuiabá, foi um verdadeiro "ataque contra defesa". O time de Renato Gaúcho teve mais posse de bola e ficou boa parte do tempo no campo do Dourado, mas, fora o polêmico gol anulado, não conseguiu furar a defesa do time de Jorginho. O desempenho, inclusive, gerou vaias por parte dos torcedores no Maracanã. Então, nesta noite, será a chance para o Fla dar a volta por cima e apresentar uma atuação que cumpra com as expectativas da torcida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos