'Michael seria peça importante no time, mas se mostra um jogador problemático'

Nesta semana Michael foi visto correndo no gramado do CT Pedro Antonio. Em período de recuperação após o acidente, o jogador precisa passar confiança, afirma especialista

Michael ainda se recupera do acidente de carro que lhe causou um traumatismo cranioencefálico, mas nesta terça-feira foi visto correndo no gramado do CT Pedro Antonio pela primeira vez desde que saiu do coma.

Após o acidente, o jogador de 23 anos está recuperando peso e sua musculatura, que foram afetados durante os 30 dias em que esteve em estado de coma, entre janeiro e fevereiro. Sua evolução está sendo boa. Até agora, Michael recuperou metade do peso que perdeu mas ainda não há previsão para quando poderá voltar a atuar em partidas oficiais.

Revelado em Xerém, o atacante esteve envolvido em diversas polêmicas. A pior delas foi o resultado positivo para o teste antidoping que o atleta realizou após vitória do Fluminense por 2 a 0 sob o Resende, pela Taça Rio de 2013, em que Michael marcou um dos gols. Como punição, o jogador ficou fora dos gramados durante oito meses. Dois anos depois foi novamente julgado e, pela nova punição, teria que ficar sem atuar até agosto do mesmo ano.

Ainda em 2015, o atleta deixou de treinar por pelo menos duas vezes sem dar explicações aos membros do clube. Em setembro do mesmo ano, Michael apareceu no CT após uma semana sem treinar, e pediu rescisão de contrato com o clube, que duraria até 2017. Porém, no final do ano o jogador voltou atrás na decisão e foi emprestado ao Estoril (POR) por seis meses. Em sua volta, foi novamente emprestado, dessa vez para o América-MG, em 2016, onde marcou três gols no ano.

De volta ao Fluminense, Michael ainda deve ser utilizado pelo técnico Abel Braga? Otavio Oliveira, do 'Papo com Boleiro' acredita que ainda não é hora de Michael voltar a ocupar um posto de nível mais alto depois de tantas polêmicas.

- Sem dúvida alguma o Michael atleta seria uma peça importante para compor o elenco do Fluminense para a temporada. Porém, o seu comportamento fora de campo, vem demonstrando que ele (Michael), tornou-se um jogador comum e problemático e que a qualquer momento pode colocar todo o trabalho do técnico Abel em risco. Tendo em vista que a maior virtude do atual treinador do Fluminense é preservar pela disciplina. Sendo assim, eu o emprestaria para uma equipe menor como se fosse a última chance dele mostrar que ainda merece estar reintegrado ao grupo tricolor.

O Fluminense volta aos gramados no Domingo, para enfrentar o Flamengo. O clássico marca a 6ª rodada da Taça Rio e será realizado no Estádio Kleber Andrade, às 16h.











E MAIS: