Meunier, lateral belga, sobre homofobia no futebol: 'Não aconselho a um companheiro sair do armário'

·1 minuto de leitura


Thomas Meunier, lateral belga, comentou sobre a questão da homofobia no futebol em coletiva desta quarta-feira. O veterano afirmou que o futebol ainda é muito preconceituoso e por esse motivo não recomendaria a um companheiro que se revelasse publicamente enquanto atleta profissional.

- Estamos no século XXI e é hora de aceitarmos todos como são. É uma pena, mas uma saída não é tão óbvia no futebol. Não recomendaria a um companheiro sair do armário caso quisesse fazer. Às vezes se revelar após uma carreira e não durante como no futebol americano. A mentalidade do futebol ainda não é como deveria ser.

> Veja a tabela da Eurocopa

O defensor fez referência ao jogador de futebol americano Carl Nassib, do Oakland Raiders, que nesta semana revelou publicamente ser gay. Na NFL, o mês de junho é dedicado ao apoio às causas e a projetos ligados ao movimento LGBT.

No futebol, o tema está em voga por conta da aprovação de leis anti-LGBT na Hungria. Como resposta, a Alemanha pediu à Uefa que iluminasse a Allianz Arena com as cores do arco-íris, mas a entidade negou o pedido alegando ser "politicamente neutra".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos