'Meu foco não é a medalha, é fazer boas apresentações', diz Rebeca Andrade após o ouro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* Rio de Janeiro, Rj, BRASIL. 17/06/2021; Retrato da ginasta brasileira, Rebeca Andrade que vai à Olimpíada.  ( Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
*ARQUIVO* Rio de Janeiro, Rj, BRASIL. 17/06/2021; Retrato da ginasta brasileira, Rebeca Andrade que vai à Olimpíada. ( Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Medalha de ouro no salto nas Olimpíadas de Tóquio, a ginasta Rebeca Andrade afirmou após a conquista deste domingo (1º) que seu foco é fazer boas apresentações, e não ganhar medalhas.

Mesmo com o lugar mais alto no pódio garantido, a brasileira disse que não fez os seus melhores saltos na final da competição.

"Saí falando 'ah, não foi bom'. Mas isso é ginastica. Eu tinha treinado o suficiente para isso. Estou muito feliz", disse Rebeca à TV Globo.

A média dos seus dois saltos foi 15.083, abaixo do que apresentou na classificação, mas o suficiente para garantir a conquista histórica. A americana Mykayla Skinner ficou com a prata (14.916), e a sul-coreana Yeo Seojeong, com o bronze (14.733).

Nesta segunda (2), ela tentará sua terceira medalha nos Jogos na final do solo, às 5h57 (de Brasília) –na quinta (29) ela conquistou a prata no individual geral.

"Meu foco não é a medalha, é fazer boas apresentações. Ontem eu estava muito feliz. E é essa sensação que eu quero levar pra amanhã. Independentemente do resultado", disse Rebeca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos