Messi x Cristiano Ronaldo: reencontro de craques em momentos distintos marca possível último duelo

Messi e CR7 se enfrentam em momentos diferentes (Foto: Reprodução/Instagram)


O Paris Saint-Germain enfrenta o Riyadh All Stars nesta quinta-feira às 14h (de Brasília), em amistoso, no Estádio King Fahd, na capital da Arábia Saudita. O duelo amigável também marca o reencontro entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, podendo ser o último embate entre o argentino e o português.

DISPARIDADE
Neste capítulo de uma das maiores rivalidades esportivas de todos os tempos, nunca se viu tamanha disparidade entre Messi e Cristiano Ronaldo, dados os momentos distintos de suas respectivas carreiras.

O camisa 10 do PSG se sagrou campeão mundial com a seleção da Argentina no Qatar em dezembro. A ausência de um título de Copa do Mundo era algo que assolava a dupla e rendia comparações com craques do passado. Mas Messi espantou o "fantasma" e liderou a Albiceleste na conquista da terceira Copa da história do futebol argentino.

+ Federação Internacional aponta quais foram os melhores times do mundo em 2022; confira

Por outro lado, o Mundial de Cristiano foi muito longe do ideal. CR7 chegou a figurar no banco de reservas no jogo das oitavas de final contra a Suíça, com direito a goleada de Portugal por 6 a 1 e três gols de Gonçalo Ramos, substituto do craque na partida.

E quando o assunto é clube, a situação de CR7 fica ainda mais complicada. O astro português deixou o Manchester United de forma conturbada e assinou com o Al Nassr, da Arábia Saudita, em uma transferência que gerou polêmica, justamente por ser um clube fora do cenário mais competitivo do futebol mundial.

CAPÍTULO FINAL?
A dupla se aproxima do fim de suas respectivas carreiras. Messi tem 35 anos de idade e seu futuro no Paris Saint-Germain ainda não está definido, embora seja desejo do clube renovar o vínculo do astro argentino.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Cristiano Ronaldo chegou aos 37 anos e, apesar do esforço do craque português em se manter fisicamente apto a jogar em alto nível, é inegável que a idade avançada pesa. E a transferência para um centro de menor relevância para o futebol é a maior prova deste fator.

Não se pode ter certeza, mas o amistoso desta quinta-feira pode marcar o capítulo derradeiro de uma rivalidade que encantou toda uma geração e que levantou inúmeros debates ao longo dos últimos anos.

*colaborador do LANCE! sob supervisão de Cayo Pereira