Messi, Gabigol, promessas: relembre algumas polêmicas de Carlos Alberto como comentarista na Fox Sports


Com passagens por Vasco, Fluminense, Corinthians, Grêmio, Botafogo, Porto, entre outros clubes, o ex-jogador Carlos Alberto deixou sua marca dentro dos gramados. Mesmo dividindo opiniões com seu estilo boleiro e intenso em campo, o ex-meio-campista parece adotar o mesmo estilo em sua nova realidade como comentarista esportivo na Fox Sports. Na função desde o início de julho na emissora, Carlos já deu o que falar em algumas declarações fortes. O L! relembra algumas das polêmicas do comentarista.

MAIS QUE AMIGOS

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Carlos Alberto - Fox Sports
Carlos Alberto - Fox Sports

(Reprodução)

Logo em sua estreia pela Fox, no programa "Jogo Sagrado", em julho, o ex-atleta não polemizou, mas rendeu comentários engraçados de torcedores na web ao contar uma conversa com Lionel Messi.

Ao revelar ter sido chamado de "Carlinhos" pelo craque do Barcelona, não demorou para que diversos internautas duvidassem da intimidade dos dois. Um deles chegou a comentar "Eu to rindo demais dessa história de Carlos Alberto contando que Messi o chamou de Carlinhos e que praticamente desabafou com ele".

'PRIMEIRO O DEVER DE CASA"



Carlos Alberto - Fox Sports
Carlos Alberto - Fox Sports

(Foto: Reprodução/Fox)

O ex-jogador, em agosto, comentou sobre a possibilidade do atacante italiano Mario Balotelli atuar com a camisa do Flamengo. Convidado em um programa da Band, Carlos criticou a diretoria rubro-negra por gastar com contratações e não acordar com as famílias das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu.

- Acho um grande jogador, mas não acredito que ele vai acertar. Se vier, pelas cifras que estão falando, é um valor exorbitante. Quer contratar e pagar um milhão, tem mais é que pagar se o jogador merece, mas vamos arredondar as pendências. Até hoje, não resolveram o problema das famílias do incêndio. Isso é muito grave. Se o Balotelli vier, vai ser uma grande contratação, mas tem que cumprir o "dever de casa" primeiro - disse ele.

PAGOU PROMESSA



Carlos Alberto - Fox Sports
Carlos Alberto - Fox Sports

(Foto: Reprodução/Fox)

Os comentaristas Carlos Alberto e Fabio Azevedo vestiram a camisa do Flamengo e cantaram o hino do time durante o programa "Fox Sports Rádio". Os dois comentaristas tinham apostados com outros colegas de bancada que o Rubro-Negro perderia o duelo contra o Vasco pela 15ª rodada do Brasileirão.

- Se o Flamengo ganhar, os dois vão fazer o programa com a camisa do Flamengo e cantar o hino. Se o Vasco vencer, o Mano vai fazer o programa, um dia com a camisa do Vasco e cantar o hino, e no outro dia, vestido como o torcedor 'peruca' do Vasco - explicou Benja.

O jogo terminou com uma goleada: 4 a 1 para o time da Gávea.

'QUEBRAVA ELE'





Montagem - Carlos Alberto (Fox) e Gabigol
Montagem - Carlos Alberto (Fox) e Gabigol

(Foto: Reprodução)

O ex-jogador Carlos Alberto fez duras críticas a Gabigol, atacante do Flamengo. Durante o programa "Jogo Sagrado", o ex-atleta comentou sobre as pedaladas do artilheiro do Rubro-Negro na frente de Felipe Melo, do Palmeiras, em partida pelo Campeonato Brasileiro. O ex-jogador disse que quebraria Gabigol se a jogada tivesse sido contra ele.

- Gabigol, o que você fez com o Felipe Melo não se faz. Está criando um clima que daqui a pouco ele será cobrado. Quando se falta com respeito no futebol... Isso eu tenho moral para falar. Se é comigo, eu quebrava ele - afirmou Carlos Alberto, sendo interrompido pelo apresentador Benjamin Back, que afirmou que ele não quebraria o jogador do Flamengo.

REAL MADRID NO BRASILEIRO?



Carlos Alberto
Carlos Alberto

(Reprodução)

A declaração de Jorge Jesus afirmando que o Flamengo seria forte concorrente em alguns campeonatos europeus desencadeou uma série de debates nos programas esportivos do Brasil. No 'Jogo Sagrado', programa do Fox Sports, não foi diferente. Carlos Alberto não deixou de opinar:

- O nível do Flamengo hoje é muito bom. Mas vamos falar de nível técnico? Traz o Real Madrid para jogar a Série B aqui. Eu afirmo que não ganha - disse o ex-jogador, que completou:

- Se o Real Madrid e o Barcelona vierem jogar no Brasil, não ficam nem entre os seis primeiros.




Leia também