Messi e CR7 juntos? Lenda brasileira aponta possibilidade e crava em qual clube; confira

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

Ao longo dos últimos dias, os noticiários esportivos brasileiros e especialmente internacionais têm focado em apenas um assunto: o futuro de Lionel Messi. É bem verdade que o camisa 10 já teve sua saída do Barcelona 'cravada' em diversas oportunidades anteriores mas, no final das contas, sempre acabou renovando seu vínculo. Neste momento, no entanto, a situação aparenta estar realmente mais perigosa para o clube catalão.


FC Barcelona v Club Atletico de Madrid - La Liga
FC Barcelona v Club Atletico de Madrid - La Liga

Insatisfeito com os rumos esportivos e administrativos do clube, o craque argentino estaria inclinado a buscar uma nova aventura de carreira. Dono do maior salário do futebol mundial na atualidade, Lionel demandaria uma engenharia financeira grande de qualquer clube do Velho Continente. No entanto, aos olhos do brasileiro Rivaldo - Bola de Ouro em 1999 e campeão do mundo pela Seleção em 2002 -, há um destino possível ao camisa 10 encarado com grande interesse por empresários/investidores.


"Com toda a especulação, acredito que alguns agentes já sonham com a dupla Messi/Ronaldo na Juventus e o impacto que isso teria no mundo do futebol. Se isso acontecesse, seria um 'boom' global. Acredito que a Juventus iria recuperar rapidamente o investimento feito no argentino, graças ao impulso que teria em visibilidade e marketing. Seria histórico vê-los jogando juntos. Os dois melhores jogadores do mundo na última década defendendo a mesma equipe seria incrível", afirmou o ex-jogador em entrevista concedida à Betfair.


Juventus v US Lecce - Serie A
Juventus v US Lecce - Serie A

Outro destino muito comentado como possível ao camisa 10 é o Manchester City, muito em função de sua relação com Pep Guardiola. A questão envolvendo o clube inglês é a sua situação junto à UEFA: o City ainda recorre judicialmente da punição recebida na entidade, duas temporadas sem poder disputar a Champions em virtude do desrespeito do clube ao Fair Play Financeiro.