Messi busca título inédito em provável despedida da Copa

Lionel Messi durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (21) (Foto: Juan Mabromata/AFP via Getty Images)
Lionel Messi durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (21) (Foto: Juan Mabromata/AFP via Getty Images)

A história de Lionel Messi no futebol caminha, cada vez mais, para o final. A Copa do Mundo do Catar, por exemplo, será a sua última, de acordo com palavras do próprio argentino em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (21). São cinco participações, além de inúmeros títulos na carreira, que o alçaram à posição de um dos melhores jogadores de futebol da história.

A estreia do gênio argentino está marcada para esta terça-feira, às 7h (de Brasília), contra a Arábia Saudita. O time é um dos que chega entre os favoritos, na esteira do sucesso de seus atletas, com alta invencibilidade, com a memória da Copa América que venceram no ano passado e até mesmo da Copa de 2014, quando foram finalistas.

Leia também:

"Me cuidei e trabalhei como em toda minha carreira. Certamente é minha última Copa e a última oportunidade de conquistar esse grande sonho que temos. É lindo que muitas pessoas que não são da Argentina torçam pelo nosso título por mim. Por onde passei, sempre recebi muito carinho e fico muito feliz que tenha tanta gente que goste de mim", disse Messi.

"O que me motiva é o sonho, a esperança de tentar uma vez mais e nunca desistir. Não podemos pensar no que aconteceu, temos que tentar e tentar o que queremos. É difícil neste momento fazer com que os jovens entendam que é preciso aproveitar o momento, isso aconteceu muito comigo. Uma Copa é sempre especial e que você não sabe se um dia vai repetir. Aproveitar as pessoas e as partidas", complementou.

Durante a preparação, a ausência de Messi foi ventilada pela imprensa internacional, por conta de uma pancada no tornozelo. Ele garantiu que está bem fisicamente. A ver nos próximos jogos.