Mesmo com placar magro, Ábila comemora triunfo: “Tem que ganhar”

O Cruzeiro venceu o Nacional-PAR, por 2 a 1, na noite dessa terça-feira, no Mineirão, em duelo da primeira fase da Copa Sul-Americana. O placar só foi concluído no segundo tempo, com gol de Ramon Ábila. O artilheiro comenta que a vitória era necessária independentemente da diferença no placar.

“Foi bom o resultado, não importava se fosse por mais diferença ou menos, tinha que ganhar. Você sabe que quando joga Libertadores ou Sul-Americana os times são fortes e precisa brigar, tem que lutar o tempo inteiro pela bola. Estou treinando muito bem, me sentindo bem”, destacou.

As equipes voltam a se encontrar somente em maio, no Paraguai. Na partida de volta, os celestes precisam apenas de um empate. O Nacional impôs dificuldades ao Cruzeiro no duelo, saindo na frente, sendo um adversário perigoso. No Campeonato Paraguaio, porém, a agremiação está em última.

Para o atacante, Ramon Ábila, a Sul-Americana mostra características assim: equipes que não estão bem no torneio local, mas crescem de rendimento.

“Resultado bom. Mas você sabe que quando joga torneio com esta característica, tem time que é muito forte, mas ele não vinha bem no campeonato deles. Chega em uma competição internacional e crescem”, finalizou.