Mercosul, duelos em mata-mata e fuga do rebaixamento: relembre os Flamengo x Palmeiras históricos

LANCE!
·5 minuto de leitura


Quando Flamengo e Palmeiras entrarem em campo neste domingo no Mané Garrincha, em Brasília, os clubes começarão a escrever mais um capítulo importante desta rivalidade histórica. A disputa da vez será pela Supercopa do Brasil, a primeira oportunidade de título na temporada 2021. A decisão terá início às 11h (de Brasília) e contará com transmissão em Tempo Real do LANCE!.

+ Flamengo x Palmeiras: final da Supercopa tem embate entre elencos valiosos; veja a comparação

Principais forças do futebol brasileiro nos últimos anos, Flamengo e Palmeiras já protagonizaram outros confrontos decisivos na história do duelo, inclusive de título internacional, como em 1999, e de fuga contra o rebaixamento, como em 2001 e 2012.

Ao todo, as equipes já se enfrentaram 118 vezes, com uma leve vantagem para os paulistas: são 46 vitórias do Palmeiras, 40 dos Flamengo e 32 empates. O último encontro foi em janeiro deste ano e terminou com o triunfo rubro-negro por 2 a 0, pelo segundo turno do Brasileirão. Luan (contra) e Pepê marcaram.

+ Flamengo não perde do Palmeiras há três temporadas; Gabi e Arrascaeta brilharam em confrontos recentes

Veja a seguir os Flamengo x Palmeiras históricos:

- Copa Mercosul - 1999

Único duelo dos clubes em uma decisão, a final da Mercosul de 1999 contou com dois jogos de tirar o fôlego e o Flamengo levou a melhor. Na ida, no Maracanã, o Rubro-Negro venceu por 4 a 3, em uma partida com direito a duas viradas e o gol da vitória aos 44 minutos do segundo tempo, marcado por Reinaldo.

Dessa forma, a equipe comandada por Carlinhos foi para o jogo de volta, no Palestra Itália, precisando de um empate para ser campeã. Assim como no Rio de Janeiro, as equipes protagonizaram um duelo com duas viradas e decidida no fim. O Palmeiras vencia por 3 a 2 até os 38' do segundo tempo e forçava uma terceira partida na decisão, mas o atacante Lê, que havia saído do banco, marcou o gol do empate e se tornou o herói do título. Veja no vídeo abaixo.

Na finalíssima, o Fla entrou em campo com: Clemer, Maurinho, Célio Silva, Juan e Athirson; Leandro Ávila, Marcelo Rosa (Lê), Leonardo Inácio (Rodrigo Mendes) e Caio (Iranildo); Leandro Machado e Reinaldo. Técnico: Carlinhos

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

- Copa do Brasil - 1997 e 1999

Pouco antes da decisão da Mercosul, Flamengo e Palmeiras haviam se enfrentado duas vezes no mata-mata da Copa do Brasil. Em 1997, o encontro foi pela semifinal e o lado carioca também saiu vitorioso. Na ida, vitória por 2 a 0 no Maracanã. Na volta, triunfo por 1 a 0 no Palestra Itália, com gol de Sávio. O Rubro-Negro, no entanto, viria a ser derrotado pelo Grêmio na final daquela edição.

Na vitória do Flamengo, o técnico Sebastião Rocha escalou o time com: Zé Carlos (Júlio César); Leandro, Júnior Baiano, Fabiano e Athirson (Paulo César); Jamir, Maurinho, Nélio (Bruno Quadros) e Evandro; Sávio, Romário.

Flamengo x Palmeiras - Copa do Brasil
Flamengo x Palmeiras - Copa do Brasil

Registro de jornal na época (Foto: Reprodução/Zero Hora)

Dois anos depois, as equipes se reencontraram pelas quartas de final do torneio, e o Palmeiras deu o troco - e com tons de crueldade. O Flamengo havia vencido o jogo de ida, no Maracanã, por 2 a 1 e segurava o empate por 2 a 2 até os minutos finais da partida de volta, em São Paulo. No entanto, dois gols de Euller (aos 41' e 44') deram o resultado que os paulistas precisavam para passar de fase.

Na volta, o Flamengo foi escalado por Carlinhos com: Clemer, Pimentel, Fabão, Luiz Alberto e Athirson; Jorginho, Maurinho, Beto e Caio (Bruno Quadros); Rodrigo Mendes e Romário (Vágner).

- Copa dos Campeões - 2000

No último duelo em mata-mata entre os clubes, há 21 anos, o Palmeiras também levou a melhor. Pelas semifinais da Copa dos Campeões, o Flamengo venceu a ida por 2 a 1, na Paraíba, e viu o clube paulista ganhar por 1 a 0 na volta, em Maceió. Como não havia gol qualificado, o confronto foi decidido nos pênaltis e o Palmeiras venceu por 5 a 4.

O Flamengo entrou em campo com: Clemer; Maurinho, Juan, Luiz Alberto e Leo Inácio; Leandro Ávila, Mozart, Iranildo (Tuta) e Petkovic (Rodrigo Mendes); Lê (Lúcio) e Reinaldo. Técnico: Carlinhos.

Flamengo x Palmeiras - Copa dos Campeões 2000
Flamengo x Palmeiras - Copa dos Campeões 2000

Flamengo perdeu a vaga nos pênaltis (Foto: Reprodução/Extra)

- Flamengo se salva em 2001 e Palmeiras cai em 2012

Em uma das piores campanhas do Flamengo na história do Brasileirão, o clube se livrou do rebaixamento apenas na última rodada. Em Juiz de Fora, o Rubro-Negro venceu o Palmeiras por 2 a 0, com gols de Juan e Roma, e conseguiu escapar do vexame. Carlos Alberto Torres escalou o time com: Júlio César (Clemer); Alessandro (Isael), Juan, Fernando e Cássio; Jorginho, Rocha, Beto (Roma) e Petkovic; Edílson e Reinaldo.

Onze anos depois, em 2012, a história se repetiu, mas com papéis invertidos e fim melancólico para o Palmeiras. Pela 36ª rodada do Brasileirão, o clube paulista estava em situação delicada na tabela e precisava vencer para seguir com chances de permanência. Em Volta Redonda, os visitantes até abriram o placar, mas um gol de Vagner Love, aos 43' do segundo tempo, decretou o empate em 1 a 1 e a queda do Palmeiras para a Série B.

Dorival Júnior escalou o Flamengo com: Paulo Victor; Wellington Silva, Renato Santos, Marcos González e Ramon; Amaral, Ibson (Mattheus), Renato Abreu e Cléber Santana (Wellington Bruno); Hernane (Paulo Sérgio) e Vagner Love.

Flamengo x Palmeiras - 2012 - Jogo da queda
Flamengo x Palmeiras - 2012 - Jogo da queda

Fla decretou rebaixamento do Palmeiras (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

- Confronto direto pelo Brasileirão 2009

Antes da partida, válida pela 30ª rodada, o Palmeiras liderava o Campeonato Brasileiro, mas vinha de uma série negativa. O Flamengo, por sua vez, estava há oito jogos sem perder e buscava se aproximar do G-4. Em uma tarde inspirada de Petkovic (com direito a gol olímpico), o Rubro-Negro venceu por 2 a 0, no Palestra Itália, e seguiu a arrancada rumo ao Hexa.

Na ocasião, o Flamengo foi escalado por Andrade com: Bruno; Léo Moura, Airton, Ronaldo Angelim e Juan; Maldonado, Willians, Toró (Fierro) e Petkovic (Welliton); Zé Roberto (Lenon) e Adriano.