Mercedes não tem pressa para finalizar novo contrato de Hamilton: "Acontecerá mais cedo ou mais tarde"

Jonathan Noble
·3 minuto de leitura

Com a confirmação de Sergio Pérez na Red Bull, a Mercedes passa a ser a única equipe com uma vaga em aberto para a temporada 2021 da Fórmula 1. Apesar desse carro pertencer a Lewis Hamilton, que vem reiterando que estará na F1 no próximo ano, há muita especulação em cima deste novo contrato, especialmente sua duração. Mesmo assim, a equipe afirmou que a decisão, que o heptacampeão queria que saísse até o Natal, pode esperar até 2021.

A negociação do próximo contrato de Hamilton, que geralmente já estaria finalizado a essa altura do ano, foi impactado pela pandemia, atrasando as conversas com a Mercedes. Seu diagnóstico de Covid-19 atrasou ainda mais, mas após o GP de Abu Dhabi ele disse que gostaria de resolver tudo antes do Natal.

Leia também:

Domenicali defende uma F1 atraente para montadoras no futuro com "pilotos novamente no centro" Ecclestone volta a criticar Hamilton e faz previsão sobre Leclerc em entrevista F1: Alfa Romeo quer manter Kubica como piloto reserva e de testes em 2021

Mas Toto Wolff, chefe da Mercedes, passou muito tempo negociando o seu próprio contrato para seguir à frente da equipe, além do acordo de venda de ações para a INEOS, que se tornou acionista da equipe ao lado de Wolff e da Daimler.

Falando na sexta, Wolff disse que não havia preocupações com o fato do contrato com Hamilton ainda não estar finalizado, afirmando que não há necessidade de apressar as coisas.

"Do meu ponto de vista, tivemos um percurso tão bem sucedido nos últimos sete anos, que não há razão para não continuar", disse Wolff. "Ele está no auge e seguirá assim por mais algum tempo. Por isso que manter o relacionamento é uma decisão óbvia".

"Você pergunta por que não assinamos um contrato ainda? O motivo é simples. Priorizamos a conquista dos campeonatos, para não sermos distraídos por discussões que podem ser difíceis, como é a natureza da negociação. E aí ainda tivemos a Covid".

"Isso nos atrasou um pouco, mas nunca nos preocupamos. Eventualmente será concluído. Não estamos colocando uma data porque não queremos ser pressionados pela imprensa sobre o porquê de não estar assinado ainda. Então isso acontecerá mais cedo ou mais tarde. Antes da pré-temporada".

Devido ao final tardio da temporada 2020, a pré-temporada será realizada apenas em março em Barcelona. Apesar de Hamilton receber um alto salário como parte do novo acordo, o CEO da Daimler, Ola Kallenius disse não ter dúvidas de que o britânico é o piloto certo para a equipe.

"Lewis Hamilton é um dos maiores pilotos de todos os tempos. Conheço ele desde que ele era apenas um adolescente. Acho que sua dedicação e profissionalismo que ele usa para conduzir sua vida tem sido a melhor. E ele é gente boa também".

"Então queremos manter a parceria. Agora depende de Toto fazer com que isso aconteça".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

EXCLUSIVA COM LECLERC: Saiba como admiração de pai de piloto por Senna influenciou estrela da F1

PODCAST: Como ficará marcada a temporada de 2020 da F1?

Your browser does not support the audio element.