Menino da Vila “recomeça” no Rio Claro e espera voltar ao Santos

Gazeta Press

Gabriel Bonet busca recomeço no Rio Claro (Reprodução)

O Santos é reconhecido por formar grandes jogadores, mas nem todos vingam nos primeiros passos no elenco profissional. Esse é o caso do atacante Gabriel Bonet, de 24 anos, atualmente no Rio Claro.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O jogador teve destaque na equipe sub-20, mas foi atrapalhado por uma grave lesão em 2017 e não se firmou. Depois de passagens por União Beltrão, Verê FC e Jequié, o jovem tem ido bem na Copa Paulista – fez gol nas duas últimas partidas, contra São Caetano e Desportivo Brasil.

“Se tornar um jogador profissional de futebol não é uma tarefa nada fácil, porém é o nosso sonho. independentemente das dificuldades e de todas as provas que tens que passar para chegar ao alvo, é aquilo que almejou desde criança. Acredito que seja esse sonho o que nos leva a prosseguir’, disse Bonet, à Gazeta Esportiva.

“Meu início no Santos foi maravilhoso. Meu primeiro ano foi fantástico, fui um dos artilheiros do time sub-20, chegamos à final do Paulista. Depois eu subi ao time B, onde em 2016 só tínhamos uma competição e era disputada no segundo semestre. Infelizmente, perto do início da competição, tive uma lesão muito grave, uma avulsão no tendão, o que me deixou sete meses parado, e por termos somente competições no segundo semestre eu fiquei mais de um ano e meio sem fazer uma partida oficial. Em um clube como o Santos, onde surgem grandes jogadores a todo momento, um tempo como esse parado faz você perder muito”, completou o atacante.

Lembram dele? Gabriel Bonet (@GabrielBonet22), ex-sub-20 do Santos, fez um golaço pelo Rio Claro contra o Desportivo Brasil ontem, pela segunda rodada da segunda fase da Copa Paulista. Foi o primeiro dele pela nova equipe (chegou em junho). pic.twitter.com/P4QlvAvOv2

— Lucas Musetti Perazolli (@lucas_musetti) September 5, 2019



Após a frustração por não ter permanecido, Gabriel Bonet espera voltar ao Santos um dia. Se isso não ocorrer, o atleta acredita que a vitrine do Peixe será decisiva na sua carreira. O contrato com o Rio Claro vai até 30 de novembro deste ano.

“Meu maior sonho era vestir a camisa do Santos, foi incrível quando realizei isso, e espero que eu possa continuar a história dentro do Santos. Sou um Menino da Vila e vou trabalhar pra quem sabe no futuro ter novamente a honra de vestir essa camisa. É complicado, passa um milhão de coisas na cabeça, vem as dificuldades, as coisas simples que talvez você não dava valor quando estava lá fazem falta. Mas eu acredito que sempre fui um cara tranquilo quanto a isso, já pensei em desistir, acho que todo mundo já pensou, mas é na dificuldade que você precisa treinar e trabalhar ainda mais, para que as grandes oportunidades possam chegar novamente”, afirmou.

“Você ter jogado no clube que revelou o rei do futebol e tantos outros craques é uma valorização e tanto. É difícil você viver a realidade fora de um grande clube, clubes menores passam por inúmeras dificuldades, seja ela de estrutura, financeira ou até mesmo de falta de calendário, mas a realidade do futebol brasileiro hoje é a dos times menores, são poucos que têm o privilegio de estar em um grande clube”, concluiu.

O Rio Claro voltará a campo para enfrentar o São Caetano nesta sexta-feira, às 20h, no Anacleto Campanella, pela quarta rodada da segunda fase da Copa Paulista.


Leia também