Menino hostilizado por torcedores do Santos diz que teve 'medo de morrer': 'Cuspiram na gente'

·1 min de leitura


Bruno Nascimento, o Bruninho, santista mirim hostilizado por torcedores na Vila Belmiro após pedir a camisa do goleiro Jaílson, do Palmeiras, viveu um grande susto no clássico do domingo passado (7). Ao relembrar os momentos de tensão com o pai, o menino contou que sentiu 'muito medo de morrer', enquanto aficionados do Santos cuspiam e os xingavam.

- Naquela hora eu senti muito medo de morrer. Por que eles estavam falando 'pega o pai dele', 'pega a bolsa'. Eles ficaram cuspindo na gente e xingando a gente com palavrões pesados - recordou em entrevista ao Esporte Espetacular, na manhã deste domingo.

+ Veja a posição do seu time no Brasileirão!

Depois da represália, o menino de 9 anos publicou um vídeo na internet pedindo desculpas por ter pedido a camisa do Jaílson. As cenas emocionaram o mundo da bola, visto que vários jogadores, entre eles Neymar, Gabigol, Pelé e o próprio goleiro palmeirense enviaram recados a Bruninho. Ontem, inclusive, o garoto conheceu seu ídolo Neymar e recebeu uma camisa autografada do craque brasileiro.

- Foi uma semana muito agitada, com muitas entrevistas. Adorei conhecer o Neymar e os jogadores da seleção. O Neymar é uma ótima pessoa, ele é humilde, joga pra caramba - disse.

- Foi o melhor jogo da minha vida, sem palavras, foi muito emocionante. Eu acho a seleção muito boa, o Richarlison, o Gabriel Jesus e o Neymar jogam pra caramba - opinou Bruninho, que assistiu a Seleção Brasileira vencer a Colômbia, na Neo Química Arena.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos