Mendoza é alvo do São Paulo para 2023; já Vina...

Mendoza viveu sua melhor temporada em 2022, com 20 gols em 52 jogos (Thiago Ribeiro/AGIF)

O São Paulo está de olho em Stiven Mendoza, atacante de saída do Ceará. O Blog apurou que o colombiano é tido como prioridade por Rogério Ceni para 2023, por atender a praticamente todos os pré-requisitos buscados para um ponta.

A operação, porém, não é simples. O Vovô precisará negociar Mendoza depois do rebaixamento para a Série B, mas sonha em garantir uma boa venda. Ao longo do segundo semestre, o presidente Robinson de Castro recusou três ofertas sauditas - a maior delas de US$ 2,5 milhões.

Leia também:

Mas há um ponto que joga contra o Ceará: Mendoza vai para o último ano de contrato, ou seja, se não for vendido na janela de janeiro, possivelmente deixará o clube de graça 11 meses depois.

O salário de Mendoza não assusta os dirigentes são-paulinos: R$ 350 mil por mês. A título de comparação, Eder, que acaba de deixar o Morumbi, ganhava praticamente o dobro. Vale a lembrança que o colombiano já tem 30 anos e viveu em 2022 sua melhor temporada da carreira: 53 jogos, 20 gols e três assistências.

Vina descartado: Companheiro de Mendoza no Ceará, Vina não será cogitado pelo Tricolor, apesar da necessidade de um meia-atacante. É que o jogador, de 31 anos, ganha R$ 600 mil por mês de salário e nem cogita reduzi-lo.

Pelo contrário. A intenção de Vina é se mudar para um clube no exterior que lhe permita vencimentos ainda maiores, em busca do melhor contrato de sua carreira. Tudo para fazer o pé de meia.