Memphis Depay pede passagem na estreia e tem objetivo pela Holanda na Copa do Mundo


Fora dos 11 iniciais na primeira partida da Holanda, Memphis Depay entrou no segundo tempo e foi peça importante na vitória sobre Senegal, por 2 a 0. Praticamente recuperado da lesão, o atacante do Barcelona deve ser titular no jogo contra o Equador, nesta sexta-feira, e tem um objetivo importante pela Laranja Mecânica: voltar a marcar em Copas do Mundo.

LESÃO, INCERTEZAS E DESABAFO

Depay sofreu uma lesão no bíceps da perna esquerda, enquanto vestia a camisa da Laranja Mecânica. Desde então, o atleta esteve sob os cuidados do departamento médico do Barcelona e, no início do mês, foi entregue à equipe holandesa para realizar trabalhos específicos. A recuperação deu resultado e ele pôde entrar em campo na Copa do Mundo.

+ Coletiva da Holanda: Bergwijn elogia, e Klaasen revela expectativa por vaga contra o Equador

No entanto, como mencionado, o jogador não foi titular na primeira partida, mesmo treinando normalmente, por opção do próprio Louis Van Gaal.O treinador optou por escalar Jansenn, que não foi bem e cedeu o espaço a Depay no segundo tempo. O jogador do Barcelona não decepcionou, já que criou boas oportunidades e participou do segundo gol holandês.

Agora, ele pede passagem na equipe da Holanda para o segundo e decisivo jogo contra o Equador, nesta sexta-feira. O duelo vale a liderança isolada do Grupo A e, de quebra, ainda pode garantir a Laranja Mecânica nas oitavas de final da Copa do Mundo, a depender de uma combinação de resultados.

Memphis Depay
Memphis Depay

Depay em treino da Holanda no Qatar (Alberto PIZZOLI / AFP)

Se retornar ao time titular, Depay terá o grande objetivo desta Copa, e razão pela qual foi convocado: marcar gols. Curiosamente, na campanha de 2014, o atacante balançou as redes duas vezes, nos jogo contra Chile e Austrália, sendo o gol da vitória contra a equipe da Oceania.

+ Ouça o podcast "Caminho do Hexa"

Apesar de já ter experiência de marcar em Copas, a responsabilidade de Memphis Depay nesta Copa do Mundo é totalmente diferente. Em 2014, o atacante ficava no banco de reservas e entrava sem pressão, já que era considerado uma aposta de Louis Van Gaal. Oito anos depois, contudo, ele se tornou a grande referência do ataque e do time, ao lado de Frenkie De Jong e Virgil Van Dijk.

Agora, cabe a Van Gaal decidir se Depay está em condições de atuar os 90 minutos ou não, diante do Equador. A partida acontecerá nesta sexta-feira, às 13h (de Brasília), no Estádio Internacional Khalifa.