Membros de clube espanhol acusado de manipulação são detidos

(Arquivo) O presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas

O técnico e dois jogadores do Eldense, da 3ª divisão do futebol espanhol, foram detidos, durante uma investigação sobre a suposta manipulação de resultados pela administradora do clube, que perdeu por 12 a 0 para o Barcelona B.

Junto com o treinador Filippo di Pierro e dois jogadores, que não tiveram as identidades reveladas, o responsável pelo grupo de investimentos italiano que administrava o clube também foi conduzido à delegacia, segundo fontes próximas ao caso.

As pesquisas começaram depois que o presidente da junta gestora do Eldense, David Aguilar, entrou em contato com a Liga e com a polícia. O mandatário quis informar que membros do próprio clube poderiam estar envolvidos com um esquema de manipulação de resultados, especialmente após as declarações de um de seus jogadores, Chekh Saad.

"Suspeito de muitas coisas", declarou nesta segunda-feira Aguilar à Rádio Rac1, afirmando ter visto "coisas estranhas em muitas rodadas", sem acusar alguém em particular.

"O técnico sabe alguma coisa e os jogadores também. Ainda não posso revelar os nomes", afirmou Saad, depois de perder para o Barcelona B por 12 a 0, a maior goleada da categoria que valeu o rebaixamento para a 4ª divisão espanhola.

O jogador descartou qualquer envolvimento da equipe filial do Barcelona no esquema: "O Barça não está envolvido em nada, os jogadores jogaram e marcaram todos os gols que puderam", declarou Saad à RAC1.

- 'Tema delicado' -

Segundo a imprensa espanhola, o técnico detido chegou ao clube em janeiro, depois de um novo grupo de investidores italianos começarem a apoiar e se tornarem o maior acionista do do clube, em dezembro. O grupo é suspeito de estar envolvido com apostas ilegais.

Depois do jogo de sábado, os gestores do Eldense decidiram rescindir contrato com o grupo investidor.

"É um tema muito delicado que precisa ser tratado com a devida seriedade, porque já vimos em outros países essas situações desagradáveis", afirmou o técnico do Barcelona, Luis Enrique, que treinou o Barça B entre 2008 e 2011.

"É um tema que diz respeito ao Eldense. O Barça B não está envolvido nisso, é simplesmente uma das vítimas dessa espécie de chantagem e eu acho certo que seja investigado", falou o treinador.

"Não é o único jogo que investigamos nas 3ª e 4ª divisões, o resultado será analisado", declarou nesta segunda-feira o presidente da Liga Espanhola, Javier Tebas.

O dirigente afirmou que, após as declarações de Aguilar, "o mínimo a se fazer e investigar o caso, porque há certos temas colaterais de um grupo italiano que pode ter indícios de uma associação internacional na hora de manipular resultados para fins de apostas".