Melhor visitante, Flamengo encerra sequência 'off-Rio' contra o Sport para manter sonho vivo pelo octa

LANCE!
·2 minuto de leitura


O Flamengo está com os ânimos bastecidos depois da última vitória, fora de casa. E, amparado à melhor campanha como visitante na atual edição do Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro carioca voltará a atuar distante de seus domínios ("off-Rio") nesta segunda-feira, quando, a partir das 20h, na Ilha do Retiro, enfrentará o Sport, pela 33ª rodada. O LANCE! transmite em Tempo Real.

Em relação a números, o indigesto Flamengo lidera com folga o aproveitamento como visitante: 62% (nove vitórias, três empates e quatro derrotas). Inclusive, tal aproveitamento é superior até quanto ao de mandante (58%).

Pela rivalidade histórica e drama na luta contra o Z4, o Sport tende a encardir o duelo, o primeiro do time de Rogério Ceni em fevereiro, o mês mais decisivo na temporada para o Flamengo, com a linha de chegada pela taça do Brasileirão já no horizonte. E a pressão pelo octa aumentou, uma vez que o Internacional voltou a ficar sete pontos de vantagem no topo.

O confronto desta noite será também o último de uma série de cinco jogos consecutivos fora do Rio. Nos quatro anteriores, o Flamengo venceu Goiás, Palmeiras (este como mandante, mas em Brasília) e Grêmio e perdeu para o Athletico-PR.

'EU ACREDITO BASTANTE NO TÍTULO'

Confirmado no ataque e em evolução física, Gabigol externou o atual discurso no vestiário, ao lembrar da imponente e essencial vitória diante do Grêmio, na última quinta-feira:

- Eu tenho falado muito com meus companheiros que esse título está muito visível para mim. Eu acredito bastante. Desde o jogo contra o Goiás, a nossa atitude tem mudado. Quando a gente faz o nosso melhor e sai com a vitória, a gente sai com a cabeça mais tranquila.

SITUAÇÃO NA TABELA

> Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

Neste momento, com o resultados deste domingo, o Flamengo está na terceira colocação, com 58 pontos, dois a menos que o Atlético-MG (em segundo, com 60) e sete atrás do Internacional, o líder isolado.