Melhor em campo, Veiga fala sobre momento do Palmeiras: ‘Jogadores têm que se entregar’

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


Autor do primeiro gol do Palmeiras contra o Tigre na goleada por 5 a 0 da noite desta quarta-feira (21), Raphael Veiga recebeu o prêmio ‘Man of the match’ da Conmebol. O jogo foi válido pela última rodada da fase de grupos da Libertadores 2020.

Após o apito final, o meia concedeu entrevista e falou sobre o momento conturbado que a equipe vive. Até o início do duelo, o Verdão vinha de uma sequência de quatro derrotas, todas no Campeonato Brasileiro. Em contrapartida, o time ocupa o primeiro lugar na classificação geral da Libertadores:

– Cara, difícil falar, tanto no Brasileiro quanto na Libertadores a gente procura fazer o que foi treinado. Sabemos que no futebol tem má fase, mas que vai passar. A Libertadores é outro campeonato, outro tipo de disputa, a equipe está de parabéns pela primeira colocação geral nos últimos três anos – ponderou o camisa 23.

Raphael Veiga Palmeiras
Raphael Veiga Palmeiras

Raphael Veiga chegou ao Palmeiras em 2017 e faz sua melhor temporada com a camisa alviverde (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)



Veiga também falou sobre a busca do Palmeiras por um novo técnico. O atleta considera que, independentemente de estilo de jogo, os jogadores têm que cumprir seu papel em campo:

– A gente é homem, temos compromisso quando vestimos essa camisa do Palmeiras. Independentemente do técnico, a gente tem que se entregar. Muda um pouco a filosofia, a estratégia, mas o ímpeto é de nós jogadores. A gente tem que, em treino ou em jogo, fazer nosso trabalho, independentemente do treinador – afirmou.


Por fim, o meia falou sobre sua boa fase e comemorou a sequência que vem lhe sendo dada na equipe titular:

– Eu já falei em outras entrevistas, sequência é importante, dá confiança, estou muito feliz com meu momento. Quero continuar produzindo, porque eu sei que é produzindo em campo que vou ficar na equipe.

Com o gol de hoje, Raphael Veiga marcou seu sexto tento no ano (em 25 partidas) e confirmou sua temporada mais goleadora com a camisa do Verdão, superando 2019, quando balançou as redes cinco vezes em 31 jogos.