“Melhor arquiteto” para Dudu, Hayasaki vira favorito dos boleiros

É normal que a vida pessoal das grandes estrelas do futebol se torne pública. Por serem muito valorizados monetariamente, a maioria dos jogadores não pensa duas vezes em gastar dinheiro com total conforto e qualidade de vida. É esse o papel do arquiteto Fabiano Hayasaki, que dedica muita atenção aos projetos que recebe destes atletas. Experiente na carreira, sua lista de clientes já conta com mais de 40 nomes do futebol.

De família de imigrantes japoneses, Fabiano teve seu primeiro contato com a profissão muito cedo. Aos nove anos de idade, durante uma crise familiar, em que seus pais tinham sido despejados de onde moravam, o arquiteto desenhou seu primeiro projeto de casa, sonhando com o dia em que poderia realizar este desejo.

É normal que a vida pessoal das grandes estrelas do futebol se torne pública. Por serem muito valorizados monetariamente, a maioria dos jogadores não pensa duas vezes em gastar dinheiro com total conforto e qualidade de vida. É esse o papel do arquiteto Fabiano Hayasaki, que dedica muita atenção aos projetos que recebe destes atletas. Experiente na carreira, sua lista de clientes já conta com mais de 40 nomes do futebol.

De família de imigrantes japoneses, Fabiano teve seu primeiro contato com a profissão muito cedo. Aos nove anos de idade, durante uma crise familiar, em que seus pais tinham sido despejados de onde moravam, o arquiteto desenhou seu primeiro projeto de casa, sonhando com o dia em que poderia realizar este desejo.

A partir daí, não largou mais os desenhos. Aos 16 anos trabalhou como desenhista para poder se bancar. Com o dinheiro acumulado, investiu em seu conhecimento, juntou para pagar uma faculdade e abriu um escritório que completa 13 anos em 2017.

Um fato curioso da vida do arquiteto é que Fabiano não ficou famoso apenas entre grandes empresários que reconheceram a qualidade de seu trabalho, mas também virou o favorito do mundo dos boleiros. “Meu primeiro cliente do futebol foi o Marcelo Bordon (ex-zagueiro do São Paulo), que contratou para fazer um projeto de uma agência de carros e depois uma academia em Ribeirão Preto, na qual ele investiu milhões. Ela chegou a ser considerada uma das mais modernas do mundo, tanto que até a seleção francesa, quando veio para a Copa em 2014, ficou hospedada em Ribeirão e usou esta academia. Foi mais de 400 mil reais em automações”, disse.

“A partir daí começou o ‘boca a boca’. O Marcelo me indicou ao Edmilson, pentacampeão mundial. Fiz a casa dele e o museu também. Virou referência e o Edmílson me indicou para outros jogadores como o Denilson, Cafu, Zé Roberto e Rivaldo”, acrescentou.

Sua relação com o ex-jogador da Seleção Brasileira ficou tão estreia que o arquiteto chegou a surpreendê-lo em um de seus projetos. No dia da entrega de sua casa, Fabiano preparou um museu com todas as suas conquistas do futebol para Edmílson. “Foi uma surpresa. Coloquei tudo no lugar. Os troféus, as camisas, as taças dos campeonatos. Ele não sabia disso. Quando o chamamos, ele não conseguiu conter as lágrimas e emoção veio muito forte. Isso me marcou muito”, contou.

Em conjunto com a esposa Tania Hayasaki, Fabiano trabalha com o que tem de mais íntimo em seus clientes. “A minha missão é levar qualidade de vida para eles. A gente trabalha nessa visão. Então acaba virando um psicólogo deles, nas reuniões, porque temos que guardar seus pedidos. Aquilo que é de mais íntimo, eles nos contam. Vou projetar a casa, o quarto, o closet… sei de coisas muito pessoais. É uma relação de confiança e honestidade, ‘olho no olho’, é para resolver os problemas deles e trazer soluções”, revelou.

O arquiteto projetou algumas das casas do atacante do Barcelona e da Seleção Brasileira Neymar. Para ele, essa oportunidade é uma das provas da valorização de seu trabalho. “Ser arquiteto deles não tem preço. O Neymar, por exemplo, não é só um ícone no mundo do futebol, ele é uma celebridade. Até cinema está fazendo. Isso conta muito para mim (…) na casa dele, escolhemos tudo. Desde os enxovais, talheres, até os porta-retratos. Entregamos prontas. Só não podemos escolher as roupas deles, de resto, fizemos tudo”, afirmou.

Estudando projeto da nossa casa … Com melhor arquiteto do Brasil @fabianohayasaki vc é ????

Uma publicação compartilhada por Eduardo Pereira Rodrigues (@7_dudu) em Fev 17, 2017 às 9:42 PST


“A publicação do Dudu é algo que também não tem como explicar. Um jogador que foi campeão brasileiro e que marcou o último gol da Seleção dizendo que você é o melhor do Brasil… isso não sou eu quem está dizendo, são eles”, relatou, uma vez que também desenvolveu o projeto da casa do meia do Palmeiras.

Outra história que marcou muito sua carreira é a de um episódio com o ex-jogador do Corinthians Leandro Castán. Um dos campeões da primeira Libertadores do clube alvinegro o surpreendeu em uma de suas reuniões. “Eu quis dar um desconto e ele não quis aceitar. Disse que valorizava o meu trabalho. Um cliente fora de série que sabe valorizar o nosso trabalho é incrível. Não pelo dinheiro e sim pela atitude”, contou.

“Eu sempre digo que amo o que faço e que se não houvesse o dinheiro eu não cobraria de ninguém. É por isso que o reconhecimento é refletido. Eu busco satisfazer a necessidade dos clientes e sempre surpreendê-los, tanto os comuns quanto os famosos”, finalizou o arquiteto que está no vigésimo projeto do ex-goleiro Doni e entregou, há pouco tempo, mais uma das casas de Neymar no litoral.

*Especial para a Gazeta Esportiva