Meio-campo e crias da base: as chaves para o triunfo do São Paulo

Gabriel Santos *
·2 minuto de leitura


Quando o São Paulo anunciou a escalação inicial contra o Atlético-MG, muitos torcedores podem ter levado um susto ao verem o meio-campista Tchê Tchê na vaga do atacante Luciano, lesionado. No entanto, essa alteração 'surpresa' foi decisiva para o triunfo convincente de 3 a 0 sobre o Galo.

Inter se aproxima de Ramírez, Navas na mira de clube da MLS, atacante do Fla com sondagens… Veja o Dia do Mercado!

No desenho dos titulares, dava a impressão de que o camisa oito são-paulino formaria o meio mais atrás, fazendo dupla com Luan, protegendo a defesa e auxiliando na saída de bola. O jogador fez isso, mas desempenhou muitas vezes uma função diferente: formava dupla de ataque com Brenner, principalmente na saída de bola atleticana.

VEJA A TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Esse elemento surpresa foi essencial na estratégia para vencer os comandados de Sampaoli, que não tiveram saída, seja pelo meio, fechado por Luan, ou pelas pontas. Juanfran foi muito bem na marcação de Keno, com dois desarmes e três interceptações, segundo o 'SofaScore'. Travado, o Galo não assustava e São Paulo dominava as ações no meio-campo.

E nesse setor há de se destacar a atuação de Daniel Alves. Incansável, o camisa dez e capitão do time se apresentou o tempo inteiro, acertou 74 de 82 passes, uma precisão de 90% e quase marcou dois golaços. Ou seja, Dani foi o motorzinho do Tricolor no Morumbi.

Não dá para fechar a análise sem ressaltar a importância dos jovens da base do São Paulo. Os gols do Tricolor foram todos de crias de Cotia: Igor Gomes, Gabriel Sara e Toró. Igor, inclusive, foi o quarto jogador com mais passes da equipe, com 52, acertando 46, uma média de 88%. Portanto, os jovens são-paulinos foram os donos do meio-campo e do jogo. A jogada ensaiada novamente apareceu no segundo gol, após cruzamento de Vitor Bueno e a entrada surpresa de Gabriel Sara na área.

O São Paulo conseguiu uma vitória convincente, contra um adversário direto na busca pelo título e um dos elencos mais valorizados do futebol brasileiro. Um triunfo que espanta a desconfiança após a derrota para o Corinthians e que coloca novamente o Tricolor no rumo certo do Brasileirão.

* Sob supervisão de Marcio Monteiro