Meia do Wolverhampton responde processo disciplinar por violar confinamento

AFP
O meia do Wolves, Morgan Gibbs-White, havia feito apelos para que as pessoas respeitassem o confinamento
O meia do Wolves, Morgan Gibbs-White, havia feito apelos para que as pessoas respeitassem o confinamento

O meia do Wolverhampton, Morgan Gibbs-White, vai enfrentar um processo disciplinar por ter escapado do confinamento, no mais recente caso conhecido de jogador de futebol da Premier League que não cumpriu as regulamentações impostas pelas autoridades para conter a pandemia do novo coronavírus.

Gibbs-White, de 20 anos, apareceu em um vídeo transmitido na rede social Snapchat, e que já foi excluído, em uma festa em Londres com outros jovens participantes de um conhecido reality show no Reino Unido na semana passada.

Um porta-voz dos "Wolves", que voltaram aos treinamentos individuais na segunda-feira, vai cuidar do assunto internamente.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em meados de março e no início da crise sanitária, Gibbs-White publicou uma mensagem pedindo aos cidadãos para ficarem em casa: "Por favor, fiquem em casa e saiam só se for absolutamente necessário. Agora é a hora de nos isolarmos, do distanciamento social e de apoiarmos o NHS"(Serviço Nacional de Saúde Britânico), escreveu ele.

"Eles (as equipes de saúde) estão trabalhando para nós, fiquem em casa por eles", acrescentou o jogador da seleção inglesa sub-21.

Gibbs-White é o último jogador da Premier League a quebrar o confinamento. Antes dele, outros haviam feito o mesmo: Jack Grealish, Moise Kean, Serge Aurier, Moussa Sissoko, Alexandre Lacazette, David Luiz, Nicolas Pepe e Granit Xhaka.

O defensor do Manchester City, Kyle Walker, também teve que se desculpar no mês passado por ter feito uma festa com prostitutas em sua casa e por ter viajado para South Yorkshire em várias ocasiões para visitar seus pais e irmãs.

Leia também