Meia defende pênalti de W. Paulista, mas Fortaleza vence Coritiba de virada

Futebol Latino
·5 minuto de leitura
CE - Fortaleza - 04/02/2021 - BRASILEIRO A 2020, FORTALEZA X CORITIBA - Wellington Paulista jogador do Fortaleza comemora seu gol com jogadores do seu time durante partida contra o Coritiba no estadio Arena Castelao pelo campeonato Brasileiro A 2020. Foto: Kely Pereira/AGIF

Fortaleza e Coritiba se enfrentaram na Arena Castelão, pela 34ª rodada do Brasileirão. Em um jogo maluco que contou com virada relâmpago, confusão em campo, expulsões, golaço de letra e inclusive pênalti de Wellington Paulista defendido pelo meia Sarrafiore, o Tricolor do Pici venceu o Coxa por 3 a 1 e deu uma aliviada na classificação.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Com o resultado, o Fortaleza foi para 38 pontos e pelo menos momentaneamente e saiu do Z-4, empurrando o Sport para a zona de rebaixamento que ainda joga na rodada.

Enquanto isso, o Coritiba se complica ainda mais ao permanecer com 28 pontos, onde a diferença para o primeiro fora do Z-4 ao fim da rodada pode aumentar ainda mais.

Leia também:

FORTALEZA COM MAIOR POSSE E CORITIBA ACUADO

Jogando em casa, o Fortaleza se impôs desde o apito inicial do árbitro e por pouco não abre o placar aos quatro minutos. Osvaldo deu um passe para David que desconsertou a zaga do Coxa, mas o atacante pegou errado e parou em Wilson, que salvou com a perna.

Com 16 minutos de jogo, o Fortaleza seguia com maior posse de bola e chegou a 63%. Mas até o momento só o chute de David era o único até então na partida. Até que aos 19 minutos, Wellington Paulista recebeu um lançamento e chutou de primeira, porém a bola passou por cima da meta de Wilson.

GOOOOOO... NÃO, PERA! GOOOOOOOL!

Aos 26 minutos, Ricardo Oliveira recebeu um passe magistral de Hugo Moura e ficou livre, cara a cara com Felipe Alves. O atacante esperou o goleiro se aproximar e balançou as redes ao chutar na 'bochecha' direita da meta.

O assistente, porém, assinalou o impedimento. Mas após revisão de três minutos do VAR, Anderson Daronco validou o gol do veterano camisa 9. Ricardo Oliveira não marcava desde fevereiro de 2020, ou seja, há quase um ano.

WILSOOOOON!

Após se destacar no último jogo do Coxa ao fazer um gol e defender um pênalti, Wilson, que já havia salvado o Coritiba nos minutos iniciais contra o Fortaleza, voltou a aparecer aos 35 minutos ao salvar um novo chute de David, que ficou frente a frente com o arqueiro.

GOL CONTRA E GOL DA VIRADA RELÂMPAGO

Após errar dois gols, David foi o responsável por fazer na área um cruzamento vindo da esquerda. A bola passou por todo mundo e Nathan Silva jogou pelo lado contrário para empatar o duelo aos 42 minutos.

O próprio David 'aprendeu' com o defensor do Coxa como se faz o gol e no minuto seguinte, o camisa 17 recebeu um lindo lançamento e deu um toquinho na saída do Wilson.

PREOCUPAÇÃO NO FORTALEZA E NO CORITIBA

Osvaldo reclamou de dores na coxa e passou a mancar em campo. O técnico Luiz Fernando colocou Igor Torres no aquecimento. Aos 22 minutos, não deu mesmo para o atacante, que foi substituido pelo camisa 77.

Pelos lados do Coritiba, Cerutti sentiu uma lesão e saiu irritado logo após a virada do Fortaleza. Nathan entrou em seu lugar.

CHANCES LÁ E CÁ, MAS SEM DESTINO

O segundo tempo começou com o Fortaleza ainda mantendo boa posse de bola, mas sem tanta agressividade para administrar o resultado. A equipe teve a primeira chance de gol aos 14 minutos com Wellington Paulista, mas o artilheiro parou em Wilson.

Já pelos lados do Coritiba, as chances no ataque aconteceram após os 15 minutos. Aos 21, Nathan fez jogada individual e perto da linha de fundo chutou cruzado, mas Felipe Alves defendeu bem. Na sequência com o escanteio, Matheus Galdezani aproveitou o cruzamento e testou bem, mas ela passou ao lado do gol de Felipe.

QUE GOLAÇO!

Próximo dos 40 minutos, o Fortaleza ampliou o marcador com um golaço de Wellington Paulista. Após cruzamento na área de Juninho, dois jogadores do Tricolor tocam na bola, que no fim sobra para o artilheiro apenas tocar de letra para o fundo das redes.

FECHOU O TEMPO NA ARENA CASTELÃO

Após um entrevero entre Felipe e Ricardo Oliveira, Sarrafiore tomou as dores de seu companheiro e partiu para cima do meia do Tricolor. O próprio Ricardo segurou o argentino para não ter maiores problemas. No fim, Daronco aplicou amarelo para os dois principais envolvidos no lance.

QUE CONFUSÃO! PÊNALTI E EXPULSÕES

Após Vázquez acertar a trave, a bola sobrou para Torres que dominou e chutou. A bola pegou na mão de Rhodolfo, mas Daronco deixou seguir. Ao verificar na sequência, ele confirmou a penalidade e expulsou o zagueiro.

Na cobrança, Wellington Paulista cobrou e Wilson defendeu. Porém o goleiro se adiantou, foi expulso por segundo amarelo, e obrigou Sarrafiore ir para a meta. Em novo chute, o meio-campista incrivelmente defendeu o arremate.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA X CORITIBA - 34 ª RODADA DO BRASILEIRO

Estádio: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 04 de fevereiro de 2021, às 18h30
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
Árbitro de vídeo: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Paulão e Felipe (FOR) / Osman, Wilson, Rhodolfo, Rafinha e Sarrafiore (CTB)
Cartões vermelhos: Rhodolfo e Wilson (CTB)

GOLS: Ricardo Oliveira, 26'/1ºT (0-1); Nathan Silva (contra), 42'/1ºT (1-1); David, 43'/1ºT (2-1); Wellington Paulista, 38'/2ºT (3-1)

FORTALEZA (Técnico: Luiz Fernando Flores)

Felipe Alves; Gabriel Dias (Tinga, aos 37'/2ºT), Quintero (Wanderson, aos 37'/2ºT), Paulão e Bruno Melo; Juninho, Felipe, Luiz Henrique (Mariano Vázquez, aos 37'/2ºT) e Osvaldo (Igor Torres, aos 22'/1ºT); David (Carlinhos, aos 28'/2ºT) e Wellington Paulista.

CORITIBA (Técnico: Gustavo Morinigo)

Wilson; Nathan Silva (Sarrafiore, aos 29'/2ºT), Nathan Ribeiro, Rhodolfo e Mattheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Matheus Bueno, aos 29'/2ºT), Yan Sasse (Luiz Henrique, aos 10'/2ºT), Rafinha e Cerutti (Nathan, aos 45'/1ºT); Ricardo Oliveira.