Zverev vence Nadal e enfrenta Medvedev na final do Masters 1000 de Paris

·3 minuto de leitura
Zverev venceu Nadal por 6-4 e 7-5 em Paris

Zverev vence Nadal e enfrenta Medvedev na final do Masters 1000 de Paris

Zverev venceu Nadal por 6-4 e 7-5 em Paris

O alemão Alexander Zverev (7º) venceu o espanhol Rafael Nadal (2º) nas semifinais do Masters 1000 em Paris por 6-4 e 7-5 neste sábado, e jogará a final contra o russo Daniil Medvedev (5º). 

Zverev nunca tinha passado das quartas-de-final do torneio 'indoor' parisiense (2018). Em oito partidas, Nadal disputou apenas a final de 2007, mas perdeu. 

"Estou muito feliz, a continuação da temporada para mim após o intervalo (devido à pandemia) tem sido muito boa", disse Zverev ao Amazon Prime Sport.

Nadal também perdeu a chance de igualar o recorde de 36 títulos de Masters que pertence a Novak Djokovic. O espanhol, vencedor pela 13ª vez do torneio de Roland Garros há algumas semanas, vai fechar a temporada no Masters de Londres, que começa no dia 15 de novembro. 

Zverev, de 23 anos, aumentou para 12 sua incrível sequência de vitórias após vencer o Torneio de Colônia. 

Antes, ele havia sido finalista do US Open, perdendo cinco sets para Dominic Thiem.

Brilhante no serviço e agressivo, o alemão elogiou o trabalho feito com seu técnico, o ex-tenista espanhol David Ferrer.

"A maior influência foi o treinamento que fizemos durante o intervalo da Covid-19", reconheceu. "Acho que melhorei muitas coisas e estou mostrando isso", acrescentou.

Depois de chegar à semifinal com dificuldades, virando um set na segunda fase contra o compatriota Feliciano López e outro nas quartas-de-final contra o espanhol Pablo Carreño, Nadal mostrou seu melhor tênis no segundo set, em que esteve perto de vencer.

Mas esbarrou em Zverev, que não perdeu a calma e soube se recompor para virar e vencer o segundo set.

- Medvedev, o outro finalista -

Mais cedo, o russo Daniil Medvedev, nº 5 do mundo, se classificou pela primeira vez para a final do Masters 1000 de Paris-Bercy ao derrotar o canadense Milos Raonic (17º) em parciais de 6-4, 7-6 (7/4). 

Esta é a primeira final da temporada para Medvedev (de 24 anos), certamente devido à pandemia de Covid-19 que provocou uma interrupção de mais de cinco meses nas competições.

Ele vai buscar um terceiro troféu de Masters 1000, depois dos vencidos em Cincinnati e Xangai em 2019.

Durante um set e meio, Raonic, que na sexta-feira salvou dois match points contra o jovem francês Ugo Humbert para se classificar as semifinais, não conseguiu um break point contra Medvedev. 

Principalmente porque o 'forehand' do canadense, seu golpe mais forte, não se mostrou tão eficiente desta vez. 

Raonic teve, no entanto, três chances de abrir uma vantagem de 5 games a 3 no segundo set. 

Mas Medvedev resistiu, e foi ele quem conseguiu quebrar para chegar a 6-5 e sacar para vencer a partida. 

O canadense ainda o pressionou para um game decisivo, que acabou sendo quebrado na sétima oportunidade, mas o russo não foi surpreendido pela segunda vez e venceu após pouco mais de uma hora e meia de partida. 

Medvedev jogará contra Zverev sua quarta final do Masters 1000, a décima quarta final de sua carreira no geral. Ele tentará conquistar um oitavo torneio em sua carreira.

es/fbx/aam