Medvedev vence Aberto dos EUA e encerra busca de Djokovic por Grand Slam

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Daniil Medvedev fala com os torcedores após derrotar Novak Djokovic na final do Aberto dos EUA em Nova York
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Steve Keating

NOVA YORK (Reuters) - A busca de Novak Djokovic pelo recorde de 21 títulos de torneios de Grand Slam, que teria completado a conquista dos quatro principais torneios do tênis na mesma temporada, chegou ao fim diante do obstáculo final, após uma surpreendente derrota na final do Aberto dos Estados Unidos por 6-4, 6-4 e 6-4 para o russo Daniil Medvedev no domingo.

Em sua terceira final de um Grand Slam, Medvedev finalmente conquistou o troféu de um dos principais torneios do esporte ao se vingar da derrota sofrida em sets seguidos diante de Djokovic na final do Aberto da Austrália neste ano.

O sérvio de 34 anos tentava se tornar o primeiro homem em mais de meio século a conquistar os quatro torneios que formam o Grand Slam --Aberto da Austrália, Aberto da França, Wimbledon e Aberto dos EUA-- no mesmo ano.

Se tivesse conseguido, teria sido apenas o terceiro homem a concretizar a façanha, depois de Don Budge, em 1938, e Rod Laver, em 1962 e 1969. Laver assistiu à final de domingo em Nova York.

"É uma derrota difícil de engolir, considerando tudo que estava em jogo", disse Djokovic. "Fiquei feliz que tenha terminado, porque a preparação para esse torneio e tudo que tive que lidar mentalmente, emocionalmente, ao longo do torneio e nas duas últimas semanas, foi demais."

"Foi muita coisa para lidar", afirmou.

Medvedev, de 25 anos, disse que começou a sentir a perna esquerda no final do terceiro set e que acredita que, se o jogo tivesse se alongado, haveria mais drama. Ele afirmou ter ficado com receio de que Djokovic pudesse se recuperar caso tivesse percebido algum sinal de vulnerabilidade dele.

"Quando estava 5-4, minha perna esquerda, eu quase não conseguia caminhar", disse o russo. "Quando eu andei em direção à toalha, minha perna foi ficando para trás."

"Tentei não demonstrar. Se Novak tivesse percebido, não seria bom", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos