Medo? Tony Ferguson acusa Nate Diaz de fugir de luta no UFC

Tony Ferguson está atrás de um adversário. Sem subir no octógono desde novembro quando derrotou Rafael dos Anjos, o americano teve o seu duelo contra Khabib Nurmagomedov, marcado para o UFC 209 em março passado, cancelado depois que o russo passou mal e precisou ser hospitalizado. Ao mesmo tempo, ‘El Cucuy’ viu o campeão da categoria dos leves (70 kg), Conor McGregor, se afastar do MMA e se aproximar cada vez mais de uma superluta de boxe contra Floyd Mayweather Jr. E, talvez por isso, o campeão do TUF 13 se adiantou e voltou seus olhos para Nate Diaz.

Apesar de Ferguson ter sugerido um duelo contra Diaz valendo o cinturão interino da categoria, o californiano não se manifestou a respeito do combate. E isso levou El Cucuy a provocar o americano, apontando que ele estaria com medo da luta.

“Nate, você não é a última opção. Se você não quer lutar, vá se esconder em um buraco. Mas você tem que admitir no Twitter que não quer me enfrentar. Você está com medo, cara. Toda essa m*** te que sair pela janela. Não fique com medo, cara”, declarou Ferguson durante uma entrevista no programa de podcast ‘5ive Rounds’.

El Cucuy ainda foi além e sugeriu que Diaz precisa esquecer um possível duelo contra Conor McGregor e seguir em frente com sua carreira. De acordo com Ferguson, está é uma excelente “oportunidade” para o californiano.

“Ele está todo envolvido nessa p*** do McGregor. Parece uma ex-namorada raivosa. Literalmente, se você perde ou ganha, você tem que seguir em frente cara. […] Esse é um esporte de lutadores. Você está em qual posição no ranking? Oitava? Nona? Não quer ser melhor que isso? Não quer uma oportunidade pelo cinturão? Vamos lá, estou pulando alguns nomes mas estou te dando um oportunidade. Estou te fazendo um favor. Estou te dando uma chance mas se você não quer, tudo bem. Darei essa chance para outra pessoa”, afirmou.

Nate Diaz não sobe no octógono desde agosto passado quando foi derrotado por Conor McGregor. Atualmente, o americano ocupa a 8ª posição no ranking dos pesos-leves.