Medina sobre adiamento do Mundial: 'Estamos vivendo um pesadelo'


O bicampeão mundial Gabriel Medina chamou de pesadelo a situação que o mundo do surfe enfrenta, devido aos transtornos causados pelo coronavírus. A primeira etapa do Circuito Mundial, que aconteceria entre os dias 26 de março e 5 de abril, em Gols Coast, na Austrália, foi cancelada. Ele torce para que o problema seja controlado a tempo dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

– O foco é nas Olimpíadas, em julho. Espero que elas aconteçam e que esse vírus passe logo. Foco nos treinos. É continuar nessa pegada. Torcer para tudo isso passar logo, porque está sendo um pesadelo, a gente tá vivendo um pesadelo. Ainda mais a gente que vive do esporte, não poder estar viajando, competindo no ambiente que a gente tanto gosta. Isso é muito triste, mas espero que isso vá logo e volte tudo ao normal – disse Medina, ao "Globo Esporte".

O surfista, que ficou com o vice-campeonato na edição passada do Circuito Mundial, atrás de Italo Ferreira, diz que se preparou para alcançar seu auge justamente agora.

– Muito triste para nós atletas, que nos preparamos, que temos vivido bastante essa rotina de treinamentos para estarmos prontos para esse momento e isso não acontecer – declarou o surfista.

A segunda etapa do Mundial está prevista para acontecer entre os dias 8 e 18 de abril, em Bells Beach, na Austrália.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também