Medina anuncia retorno ao circuito mundial de surfe: 'Estou motivado. Voltou tudo ao normal'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Gabriel Medina está de volta! O astro vai disputar a etapa de G-Land, na Indonésia (Foto: KELLY CESTARI / WSL)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O astro está de volta! Gabriel Medina anunciou, em entrevista ao Globo Esporte, que retorna ao circuito mundial de surfe na etapa de G-Land, na Indonésia, prova com previsão para começar no fim de maio. O tricampeão mundial ficou fora das cinco primeiras etapas da temporada da WSL neste ano para cuidar da saúde mental.

- Estou motivado. Estou com a minha rotina de volta, de atleta, de acordar cedo, alimentar bem. Voltou tudo ao normal. Vamos nessa. Estou indo para a Indonésia, é uma etapa nova em G-Land. Isso me deixa ainda mais motivado - afirmou Medina, que diz estar 100% e muito animado para voltar a competir.

- Estou melhor. Fico feliz de estar me reencontrando. Aprendi bastante durante esse tempo que eu me afastei das competições, e eu sinto que estou 100%. Por isso que estou anunciando a minha volta. Estou animado, com saudades de competir, de viajar, naquele ambiente que eu vejo todos os meus amigos ali.

Medina indicou, ao LANCE!, em setembro do ano passado, que daria uma pausa na carreira. Agora, ele volta com as "baterias recarregadas".

Mesmo fora do campeonato até agora, o brasileiro ainda pode lutar pelos pontos perdidos e até mesmo tentar o tetracampeonato em 2022, embora a missão seja muito difícil. Um fator que pesa a favor do surfista é a sequência do calendário que ele encontra pela frente.

O palco preferido é Teahupoo, no Havaí, onde Gabriel saiu vitorioso em 2016 e 2018, e que agrada pelas condições das ondas. Lá, ele também foi vice-campeão em 2019. Este será o décimo e último evento do ano antes das Finais, que reunirão os cinco melhores do ranking da WSL, em Trestles (EUA), entre 8 e 16 de setembro.

Antes, acontece a etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul, onde o paulista levou a melhor em 2019 e é sempre encarada como desafiadora, uma vez que ele é um goofy (quem surfa com o pé direito na frente da prancha, o que teoricamente é uma desvantagem nas ondas do local, que quebram para a direita). Voltar a vencer no local seria realizar um desafio pessoal e uma prova de superação.

Outro destaque é o Oi Rio Pro, no Rio de Janeiro, oitava etapa do ano. Medina nunca saiu vitorioso em Saquarema, mas terá a chance de reencontrar a torcida brasileira. O evento, que acontece entre 23 e 30 de junho, está de volta após ter sido cancelado nos últimos dois anos devido à pandemia.

Se mantiver uma regularidade nas cinco etapas que restarão após Margaret River (Indonésia, El Salvador, Saquarema, Jeffreys Bay e Teahupoo), de preferência com três vitórias, Medina se colocaria em condições de brigar para ir às Finais. Tudo depende de como ele voltará após meses parado. Esta é a primeira vez na carreira que o astro se retira de etapas para descansar.

A decisão de parar foi tomada após um ano conturbado, que teve problemas familiares envolvendo a ex-mulher do surfista, Yasmin Brunet, e uma briga com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e até polêmicas por não ter se vacinado contra Covid-19 para competir na etapa do Taiti, que acabou cancelada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos