Medina, Ítalo e Filipinho: surfistas contam a rotina durante o isolamento


Ítalo Ferreira, Gabriel Medina e Filipe Toledo, destaques no circuito da WSL (Liga Mundial de Surfe), cada um à sua maneira, têm enfrentado de forma positiva este período delicado de isolamento social. Mas uma coisa eles pensam em comum: a pandemia está ensinando a humanidade a valorizar as coisas mais simples da vida e também a necessidade de cuidar mais do planeta.

O atual campeão mundial, Ítalo Ferreira, conta que está treinando muito para manter a forma em sua miniacademia, além de cuidar da alimentação.

- Aqui em Baia Formosa (Rio Grande do Norte, não temos casos/mortes pela Covid-19. A entrada de turistas está bloqueada para evitar aglomerações e a proliferação do vírus. Com as devidas precauções, tenho treinado dentro e fora da água. Às vezes posto treinos para incentivar as pessoas a fazerem o mesmo e se sentirem bem. Mas tento aproveitar a vida sem as mídias sociais e tem sido uma ótima experiência.



Já Gabriel Medina está em Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, desde o comunicado do isolamento social.

- Estou ativo, faço exercícios físicos diariamente, leio, aprendo violão, faço vídeos no aplicativo TikTok e assisto series e filmes - diz o bicampeão mundial (2014 e 2018) e vice-campeão da última temporada.

Em outra vibe, o surfista Filipe Toledo, o Filipinho, conta que não ficava tanto tempo com sua família como atualmente e está aproveitando o momento justamente para isso, mas sem deixar de treinar.

- Aqui na Califórnia, onde vivo, houve um período mais severo. Aproveitei para cuidar de casa, curtir meus filhos, Mahina e Koa, e andar com meu simulador de surfe smoothstar (uma espécie de skate maior), que me aproxima do esporte. Agora que já temos algumas praias liberadas, volto para a água.

Assim como eles, o restante do mundo aguarda para saber o que acontecerá nos próximos dias em relação ao coronavírus. No surfe, a WSL já cancelou a etapa de Gold Coast, na Austrália, que abriria a temporada em 26 de março. As duas etapas seguintes, também na Austrália, já foram adiadas (Bell's Beach e Margaret River, que seriam realizadas em abril e maio). Em breve a WSL vai se pronunciar sobre os próximos passos do circuito a partir de 1º de junho.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também