Medida extraordinária e suspeito preso: as novidades do ataque ao ônibus do Dortmund

Após o imenso susto da última terça-feira, o duelo entre Borussia Dortmund e Monaco foi adiado para esta quarta, às 13h45 (de Brasília), válido pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões. Ainda sem muitas convicções acerca do incidente com o ônibus do clube alemão, a polícia local reforçará a revista antes da entrada de torcedores no estádio Signal Iduna Park. Mochilas, aliás, não serão permitidas.

Além da medida, divulgada através do site oficial do Dortmund, há outra relevante novidade no caso. Na manhã desta quarta, Frauke Köhler, porta-voz da Procuradoria Geral, informou que um dos suspeitos de explodir a bomba foi preso. Ele e mais dois suspeitos teriam ligações extremistas.

- Estamos tratando este incidente como um ataque terrorista. É possível que tenha origem islamita. As motivações permanecem obscuras. Três cartas idênticas foram encontradas na cena do crime e elas pediam as retiradas de tropas na Síria e o fechamento da base aérea de Ramstein - disse Köhler, afirmando que a explosão poderia ter sido mais grave.

- Os explosivos continham fragmentos metálicos. Podemos ficar felizes por não ter acontecido nada pior. Um dos fragmentos de metal do explosivo permaneceu alojado num encosto de cabeça. Poderia ter sido pior. O explosivo usado poderia ter sido eficaz para um alcance de até 100 metros.

Logo após o ataque, o zagueiro Bartra, principal vítima, teve que passar por uma operação devido a uma fratura no pulso direito. O clube aurinegro ressaltou que irá jogar pelo defensor espanhol nesta quarta.

- Acabo de falar com a equipe no vestiário, quero mostrar à sociedade que não cederemos ao terrorismo. A família do BVB sempre foi particularmente forte para superar situações difíceis. Talvez seja a situação mais difícil das últimas décadas. O clube será forte e unido - afirmou o CEO Hans-Joachim Watzke.

CAPA SOLIDÁRIA DO 'BILD'

Um dos principais jornais da Alemanha, o "Bild", como não poderia ser diferente, destaca o triste caso em sua capa. Como manchete, o diário optou por "Você nunca vai andar sozinho", em referência a um dos lemas do Borussia Dortmund - e também popularizado pela torcida do Liverpool.















E MAIS: