Medalhista de ouro em Tiro Esportivo é acusado de participar de grupo terrorista

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


United for Navid, grupo que atua em prol dos direitos humanos, acusa Javad Foroughi, atleta do Irã e atual medalhista de ouro em Tiro Esportivo, de integrar o Força Quds do Corpo de Guardas da Revolução Iraniana, classificado como organização terrorista. O grupo pede que o Comitê Olímpico Internacional investigue e suspenda as conquistas de Javad.

- Conceder uma medalha de ouro olímpica a um membro de uma organização terrorista é uma afronta terrível aos atletas e aos ideais olímpicos e deixa uma marca negra no COI - pontua o grupo.

+ Veja a tabela da Seleção Brasileira de futebol masculino em Tóquio!

O Grupo também ressalta que, caso o COI não inicie uma investigação, será "cúmplice na promoção do terrorismo e de crimes contra a humanidade", além de apontar que o medalhista olímpico é um "membro atual e antigo" da organização terrorista.

RELEMBRE O CASO
O United for Navid foi criado para buscar justiça pelo lutador Navid Afkari, executado por enforcamento no Irã em 2020. O lutador tinha sido sentenciado a duas penas de morte, acusado de esfaquear um segurança que trabalhava em um prédio do governo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos