"Me tornei só mais um número", diz modelo estuprada em Cotia

Yahoo Notícias
Modelo se posicionou sobre o assunto em suas redes sociais. Foto: Reprodução/Instagram
Modelo se posicionou sobre o assunto em suas redes sociais. Foto: Reprodução/Instagram

Uma modelo de 19 anos foi sequestrada e estuprada quando estava chegando ao trabalho em Cotia, na Grande São Paulo, no começo da semana. Kalliny Trevisan Maia chegou a mostrar algumas das marcas pelo corpo em suas redes sociais. Nas imagens, é possível ver que a jovem tinha machucados nos lábios e no pescoço.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O resgate dela teria sido possível graças ao pedido de ajuda que ela fez para um dos seguranças de seu trabalho no momento em que ela foi levada pelo suspeito. Em sua conta no Instagram, a modelo falou sobre o assunto. "Só posso dizer que nasci de novo. Não sou e nem vou ser a primeira, mas sou uma das poucas que conseguiu sair viva. Infelizmente, hoje eu me tornei só mais um número. Mas tenho uma força enorme e agradeço a todos que intercederam por mim. Não parei de pensar um segundo em como eu não ando só”, disse.

Leia também:

Modelo agradeceu a ajuda de seus seguidores. Foto: Reprodução/Instagram
Modelo agradeceu a ajuda de seus seguidores. Foto: Reprodução/Instagram

"Eu estou muito feliz porque eu estou viva. Realmente, pensei que não ia conseguir sair dessa. Mas queria agradecer a todo mundo que me ajudou, que mandou mensagem. Vocês foram importantíssimos. Tiveram momentos que eram tantas ligações no celular, tantas mensagens, que o sequestrador ficou até desnorteado”, afirmou.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

"Me tornei só mais um número", afirmou modelo. Foto: Reprodução/Instagram
"Me tornei só mais um número", afirmou modelo. Foto: Reprodução/Instagram

“Eu estou bem apesar de alguns hematomas. Como vocês podem ver, ele tentou me enforcar. Mas a minha força espiritual é tão grande que eu nem sei dizer como consegui sair disso. Estava o dia inteiro sem comer, sem beber água e eu consegui me livrar enquanto ele me enforcava com um cordão. Nem sei o que dizer, ainda estou tentando entender as coisas. Mas queria dizer para todo mundo muito obrigada e que eu estou bem", finalizou.

Por meio de nota, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo afirmou que o autor do crime, um homem de 37 anos, foi preso na última segunda-feira (1) e indiciado por sequestro, cárcere privado, lesão corporal e estupro de vulnerável. “A vítima, de 19 anos, foi encaminhada ao Hospital Pérola Byington para exames periciais. O detido teve a prisão convertida em preventiva. A ocorrência foi registrada pela Delegacia de Cotia”, afirmou a pasta ao Yahoo.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também