McLaren contrata neozelandesa Gilmour como primeira pilota da equipe

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Carro da McLaren para disputa da Extreme E é apresentado em Glasgow, na Escócia
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Alan Baldwin

(Reuters) - A McLaren anunciou nesta quarta-feira a neozelandesa Emma Gilmour como sua primeira pilota, para disputar a competição de rali com carros elétricos Extreme E no próximo ano.

O anúncio, feito durante a cúpula do clima COP26 em Glasgow, leva a equipe britânica de volta às suas origens, uma vez que seu fundador e primeiro piloto, Bruce McLaren, também era neozelandês.

"Eu continuo me beliscando. É muito surreal. Crescendo na Nova Zelândia, Bruce McLaren é um nome icônico no automobilismo neozelandês", disse Gilmour a repórteres. "Eu nunca imaginei, nunca sonhei em correr pela McLaren porque eu era pilota de rali".

A McLaren é a segunda equipe mais bem sucedida da história da Fórmula 1, atrás apenas da Ferrari, fazendo sua estreia em Mônaco em 1966 com seu fundador ao volante.

A escuderia ganhou títulos na Fórmula 1 com Emerson Fittipaldi, James Hunt, Niki Lauda, Ayrton Senna, Alain Prost, Mika Hakkinen e Lewis Hamilton, e se ramificou para outras áreas do automobilismo, incluindo a IndyCar.

"A McLaren ainda é considerada uma equipe ´kiwi´ por causa da nossa herança e de Bruce ser o fundador. Eu fico arrepiada pensando nisso", disse Gilmour.

A categoria Extreme E começou este ano e as equipes devem ter um piloto e uma pilota.

A série, que utiliza utilitários esportivos idênticos, visa aumentar a conscientização sobre a mudança climática e promover a sustentabilidade, correndo em ambientes remotos e severos que já estão sofrendo danos.

Os campeões mundiais de Fórmula 1 Lewis Hamilton, Nico Rosberg e Jenson Button estão entre os proprietários de equipes da categoria, e a McLaren será a 10ª equipe na disputa em 2022.

Gilmour, que é reserva da equipe Veloce nesta temporada, fará parceria na McLaren com o piloto norte-americano de rali Tanner Foust.

"Ser a primeira pilota da McLaren Racing, sinto que isso já está deixando uma marca bastante impressionante", disse ela quando perguntada sobre o sucesso futuro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos