McLaren anuncia que Alonso correrá 500 milhas de Indianápolis

A McLaren retornará a correr pelas 500 milhas de Indianápolis após ficar ausente do evento por 38 anos. A escuderia britânica anunciou nesta quarta-feira que irá correr a prova no próximo mês, e ainda será representada pelo mais badalado piloto da equipe: Fernando Alonso, que representa os ingleses na Fórmula 1. O carro usado pelo espanhol, um McLaren com motor Honda, representará a equipe Andretti Autosport na ocasião.

Como as 500 milhas de Indianapolis ocorrem no dia 28 de maio, mesma data em que está marcado para acontecer o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1, Alonso ficará ausente da prova em sua categoria usual para que possa competir na classe Indy.

A McLaren ainda garante que as 500 milhas será a única prova do circuito mundial de Fórmula Indy que Alonso fará parte, assim como o GP de Mônaco é o único evento da Fórmula 1 com sua ausência. A equipe deve anunciar nos próximos dias o nome do piloto que irá substituir o bicampeão mundial em Mônaco.

O piloto comentou sobre a possibilidade de correr em Indianápolis com bastante animação, apesar de admitir que não gostaria de ter de desfalcar a McLaren em Mônaco.

“Estou imensamente excitado por correr esse ano nas 500 milhas com a McLaren e a Andretti Autosport. Essa prova é uma das mais famosas no calendário mundial do automobilismo, rivalizada apenas com as 24 horas de Le Mans e o GP de Mônaco, e é claro uma pena que não poderei correr lá este ano. Entretanto, Mônaco será o único Grande Prêmio de 2017 que perderei, e já estarei de volta para o GP do Canadá, em Montreal, em Junho”, afirmou.

Alonso ainda deixou em aberto a possibilidade de, no futuro, correr também as 24 horas de Le Mans, podendo assim buscar o objetivo de ser vencedor das três mais nobres provas ao automobilismo mundial.

Venci o GP de Mônaco duas vezes, e uma das minhas ambições é vencer a Tríplice Coroa (GP de Mônaco, 500 milhas e 24h de Le Mans), algo que só foi alcançado por um piloto na história do automobilismo: Graham Hill. É um desafio difícil, mas quero tentar. Não sei quando irei correr em Le Mans, mas um dia pretendo estar lá. Tenho apenas 35 anos, possuo muito tempo para isso”, explicou.