MC Livinho é contratado pelo São Caetano para ser jogador de futebol

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor Oliver Decesary Santos, conhecido como MC Livinho, 26, irá defender o time de futebol paulista São Caetano. A contratação foi anunciada no Instagram da equipe neste domingo (18) e o cantor será anunciado oficialmente nesta terça-feira (20) às 15h, no estádio Anacleto Campanella.

Segundo o Globo Esporte, o cantor terá o contrato válido até o fim desta temporada. Livinho tenta pela terceira vez ser jogador de futebol profissional. No ano de 2019, o músico teve um período de testes do time de Barueri Oeste, mas acabou não avançando nas negociações.

Em março de 2020, o artista chegou a ser registrado pelo Audax e teve sua apresentação marcada. Porém, a empresa que o agenciava vetou a tentativa por possíveis conflitos na agenda de shows do cantor. Livinho é dono de sucessos no funk como "Ela É Espetacular" e "Tudo de Bom".

Em março, o cantor lançou o álbum "Mágico dos Flows", com a promessa de iniciar uma nova fase de sua carreira. Nesse projeto, ele se afasta do funk e mergulhar no trap, ritmo que mistura o hip hop com o eletrônico.

"Com o uso de instrumentos sintéticos, a batida é outra, mas ainda voltada ao público jovem. O trap é uma evolução da black music, do hip hop", afirmou o cantor em entrevista ao F5, na época. "É um ritmo que tem muita abertura entre o público jovem e dentro do próprio funk."

Esse trabalho vem depois de um período complicado para Livinho, que diz ter perdido dez pessoas para a Covid-19, entre amigos e conhecidos próximos. "Eu mesmo tive os sintomas", afirma ele, que apesar da suspeita, não teve a doença confirmada.

Além das incertezas da pandemia, Livinho foi notícia também em janeiro após sumir por algumas horas depois de relatar uma possível perseguição ao seu carro nas redes sociais. Internautas e até amigos dele se mostraram preocupados e seus vídeos viralizaram.

Passado o susto, o músico não deu detalhes do que aconteceu, mas afirmou que se arrepende de ter compartilhado os posts em suas redes sociais. "Eu não fiz isso para fazer marketing de música, me arrependo, foi na emoção", enfatizou.

Na ocasião, alguns internautas especularam que as publicações seriam uma forma de promover uma música, que se chamaria "Cilada". Ele negou na ocasião, e a canção de fato não aparece entre as prévias do novo trabalho já divulgadas pelo cantor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos