Mbappé sonha com o Real Madrid, mas não quer problemas com o PSG – veja situação do atacante

Antonio Mota
·3 minuto de leitura

Kylian Mbappé segue com o futuro indefinido. Com apenas mais 15 meses de contrato pela frente com o Paris Saint-Germain, o camisa 7 já tem em mãos a proposta de renovação até 2026, mas demora a dar uma resposta e cria um dilema no Parque dos Príncipes. Aos 22 anos, o atacante tem o seu nome fortemente ligado ao Real Madrid.

De acordo com informações do UOL Esporte, Mbappé criou uma incógnita no PSG. Sem uma resposta sobre o futuro do velocista, o clube de Paris fica sem saber o que fazer com ele no final da temporada. Pessoalmente, o francês quer ser vendido ao Real Madrid no meio do ano, no entanto, não quer causar conflitos – nem pretende sair sem custos em meados de 2022.

O Real Madrid teria um acordo bem encaminhado com Kylian Mbappé, segundo a imprensa espanhola. | Xavier Laine/Getty Images
O Real Madrid teria um acordo bem encaminhado com Kylian Mbappé, segundo a imprensa espanhola. | Xavier Laine/Getty Images

Mbappé tem contrato com o Paris Saint-Germain até o final da próxima temporada (julho de 2022), mas não quer sair de graça. Caso não seja negociado na janela de transferências do meio deste ano, o camisa 7 acredita que muitos clubes – Real Madrid, Manchester City e Liverpool – estarão dispostos a entrar em um leilão por sua compra num futuro próximo, o que pode favorecer o PSG.

Neste cenário, o problema acaba sendo a postura do clube francês, o qual ainda não se mostrou favorável à venda.

Além de não querer sair de graça, Mbappé também não pretende entrar em conflitos com o PSG. Ou seja, se ele deixar o Parque dos Príncipes, vai ser de maneira pacífica. E aí entra o Real Madrid. Há o entendimento de que uma proposta faraônica pelo camisa 7 seja favorável para o Paris Saint-Germain, considerando que o clube poderia buscar reforços no mercado com o dinheiro.

Kylian Mbappé e PSG

Kylian Mbappé quer deixar o Paris Saint-Germain, mas em paz. | John Berry/Getty Images
Kylian Mbappé quer deixar o Paris Saint-Germain, mas em paz. | John Berry/Getty Images

Mbappé sabe que é o jogador mais cobiçado no mundo na atualidade e, por isso, não se preocupa com o mercado. Aos 22 anos, o francês sonha em defender o Real Madrid, o que pesa contra o Paris Saint-Germain, mas ainda não há nada definido. Ele aguarda o final da temporada para sentar com os Blancos e com o PSG para tratar do assunto.

A possibilidade de o PSG conquistar a Champions League nesta temporada e de o atacante ser eleito o Melhor do Mundo também são vistos como possíveis facilitadores para a saída do atleta da França.

Cabe destacar que o PSG não descarta segurar Kylian Mbappé até o término de seu contrato. Porém, caso negocie o francês, o clube vai ter mais caixa para investir em Lionel Messi, do Barcelona. A equipe do Parque dos Príncipes, porém, tem cautela e trabalha para isolar uma negociação da outra.

Além de negociar com Mbappé, o PSG também conversa com Neymar. Internamente, o acordo é tido como praticamente certo.

"São negociações (Neymar e Mbappé) em andamento. Não temos nada concreto para falar no momento, mas em breve traremos boas notícias para os torcedores do PSG", declarou Leonardo, em entrevista à televisão RMC, da França, na última quarta-feira.

O silêncio do Real Madrid

Mbappé aparece cada vez mais próximo do Real Madrid. | Michael Regan/Getty Images
Mbappé aparece cada vez mais próximo do Real Madrid. | Michael Regan/Getty Images

O Real Madrid tem interesse em Kylian Mbappé há muito tempo, mas sempre tratou do assunto em silêncio e com muito cuidado. Florentino Pérez, presidente do clube merengue, tem uma excelente relação com a diretoria do Paris Saint-Germain e não pretende prejudicar esse relacionamento pelo camisa 7. A ideia é deixar que as negociações aconteçam naturalmente e que o atacante ‘bata o martelo’.

Além disso, os madridistas não têm tantas preocupações quanto ao atleta renovar com o PSG. O problema do momento está nos olhares de outros gigantes no francês.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.