Mbappé no Real Madrid? “É hora de acabar com isso”, diz Leonardo

O dirigente do PSG exaltou o jovem francês e também todo o ataque do PSG, que já garantiu vaga nas oitavas da Liga dos Campeões
O dirigente do PSG exaltou o jovem francês e também todo o ataque do PSG, que já garantiu vaga nas oitavas da Liga dos Campeões

Após a vitória por 1 a 0 do PSG sobre o Brugge, que garantiu classificação antecipada aos franceses para as oitavas de final da Liga dos Campeões, o diretor de futebol do clube, Leonardo, não escondeu a chateação de ver toda hora o nome de Kylian Mbappé sendo ligado ao Real Madrid.

Ao longo da semana, um ex-dirigente do Monaco, ex-equipe do atacante, garantiu que Mbappé já tem tudo acertado para futuramente defender os Blancos. Leonardo, contudo, fez questão de acabar com esta história.

“Sim, irrita um pouco e nos deixa chateados. Não é a hora de falar sobre isso, ele ainda tem dois anos e meio de contrato conosco. É hora de acabar com isso tudo”, disse o brasileiro.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Ele é muito importante para nós, é o melhor jogador jovem que a França tem. É um campeão mundial e talvez até o melhor jogador do mundo. Esta não é a hora de desestabilizar ou tocar nele”.

A vitória do PSG foi garantida graças a um gol do argentino Mauro Icardi, que chegou emprestado junto à Inter de Milão e vai fazendo grande início de trajetória em Paris. Outro destaque foi o goleiro Keylor Navas, que defendeu um pênalti.

“É verdade que ele é um atacante que nos trouxe experiência e começou muito bem. Nós precisávamos de jogadores efetivos e ele está sempre presente, mas o Di María também faz uma temporada incrível, Mbappé e Neymar também. Poucos times possuem um ataque destes”.

“Hoje nós temos Mbappé e Neymar, e se olharmos mundo afora aonde estão jogadores melhores que estes? Além disso nós temos quatro ou cinco bons atacantes. Precisamos ficar felizes, temos grandes jogadores”, sacramentou Leonardo, que também disse não ter novidades quanto as renovações de contrato de Thiago Silva e Cavani.

Leia também