Mbappé, Lewa, Dias ou De Bruyne: quem é favorito ao prêmio Bola de Ouro?

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Cancelada em 2020, a premiação mais ilustre do futebol está de volta este ano: a Bola de Ouro. Como não poderia deixar de ser, vários jogadores despontam entre os favoritos para receber a maior honraria individual da modalidade. O prêmio só será entregue no mês de dezembro, mas estamos vivendo justamente a época mais determinante do ano: final da temporada de clubes. O desempenho nesta etapa pode coroar grandes nomes ou destruir quaisquer chances de vencer. Diante desse cenário, alguns nomes acabam se destacando.

Destacaremos quatro entre os maiores postulantes: Kylian Mbappé, Kevin De Bruyne, Robert Lewandowski e Rúben Dias.

Lewandowski quebrou recorde de Gerd Müller. | THOMAS KIENZLE/Getty Images
Lewandowski quebrou recorde de Gerd Müller. | THOMAS KIENZLE/Getty Images

Consistência defensiva e poder do grupo

Eleito melhor jogador do futebol inglês na temporada 2020/21, o zagueiro Rubéns Dias é diretamente responsável pelo fato do Manchester City ter a defesa menos vazada do Campeonato Inglês - foram somente 32 gols sofridos até agora. Com dois títulos na conta (Premier League e Copa da Liga Inglesa) e brigando pela Liga dos Campeões, o português fez uma campanha irretocável, mas não deve repetir os feitos de 2006, quando Fabio Cannavaro levou a Bola de Ouro. Embora seja controverso, dificilmente defensores recebem a premiação máxima.

Rúben Dias foi eleito melhor jogador do futebol inglês na temporada 2020/21. | Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images
Rúben Dias foi eleito melhor jogador do futebol inglês na temporada 2020/21. | Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images

Raciocínio semelhante pode ser aplicado ao meia-atacante Kevin De Bruyne. Dono de nove gols e 17 assistências, o belga chama atenção pela inteligência, velocidade e poder de decisão, porém ainda fica atrás dos queridinhos da FIFA: grandes atacantes.

Impacto nos metros finais

Boas participações em gols com certeza alçam determinado atacante ao posto de grande favorito. E, nesse sentido, Lewandowski e Mbappé saem na frente. O polonês do Bayern de Munique fez outra campanha de impressionar qualquer torcedor: 47 gols e nove assistências. Os números imponentes ainda resultaram na quebra do recorde de Gerd Muller na Bundesliga, que havia anotado 40 tentos em uma única edição do torneio nacional.

O francês do Paris Saint-Germain, por sua vez, balançou as redes 41 vezes e deu 11 assistências, resultando em 52 participações em gols - somente quatro a menos que Lewa. Ainda no âmbito das comparações, chama atenção que ambos fizeram falta aos seus respectivos clubes na Champions League - o Gigante da Baviera estava desfalcado do camisa 9 nas quartas de final, enquanto o campeão mundial em 2018 ficou de fora da semifinal pelo time do Parque dos Príncipes.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

É possível cravar algum favoritismo entre os atacantes? Ainda não. Contudo, a Eurocopa 2020, disputada entre junho e julho deste ano, poderá ser determinante. E, na competição, Mbappé tem chance de ir mais longe. Um possível título, por exemplo, deixaria a Bola de Ouro bem encaminhada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos