Mayra Aguiar vira preocupação para Tóquio após lesão grave no joelho

LANCE!
·1 minuto de leitura


Uma grave lesão no joelho esquerdo sofrida na reta final da Missão Europa do Comitê Olímpico do Brasil (COB) complicou a situação da judoca Mayra Aguiar na luta por uma medalha nos Jogos de Tóquio, em julho do ano que vem.

A judoca passou por uma cirurgia em outubro e pode ficar fora dos tatames por cerca de seis meses. A informação foi publicada pelo "Olhar Olímpico".

Quinta colocada no ranking mundial da categoria até 78kg, a gaúcha de 29 anos terá de lutar contra o tempo na recuperação e corre o risco de só voltar a competir somente na Olimpíada.

Ela ainda não confirmou a classificação, mas, ainda que não volte a lutar até lá, é improvável que fique fora dos Jogos.

Mayra busca a terceira medalha olímpica, após levar um bronze em Londres-2012 e outro no Rio-2016. Ela tem sete medalhas em Mundiais, sendo duas de ouro.

O problema da atleta da Sogipa não é o único na Seleção de judô que foi à Europa na missão do COB. Gabriela Chibana, do Pinheiros, precisou operar o ligamento cruzado anterior do joelho e Alexia Castilho, colega de Mayra no clube de Porto Alegre, passou por procedimento por lesão muscular na coxa.

Além disso, Phelipe Pelim, do Pinheiros, sofreu uma lesão no joelho, mas não precisou operar.