Max Verstappen (Red Bull) vence a primeira edição do GP de Miami de Fórmula 1

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O holandês Max Verstappen (Red Bull) venceu a primeira edição do Grande Prêmio de Fórmula 1 de Miami (Flórida, Estados Unidos) neste domingo, superando Charles Leclerc (Ferrari), líder da classificação geral, em um final emocionante.

Verstappen, que tem três vitórias nas cinco primeiras corridas do ano, largou do terceiro lugar, mas com um ótimo início de corrida assumiu a liderança, ultrapassando na nona volta Leclerc, que largou da pole position.

O espanhol Carlos Sainz (Ferrari) terminou em terceiro lugar, seu terceiro pódio da temporada, depois de resistir às últimas investida do mexicano Sergio 'Checo' Pérez (Red Bull), que terminou em quarto.

Verstappen, atual campeão da Fórmula 1, diminuiu a distância de pontos em relação a Leclerc na classificação depois de uma corrida desgastante no calor no Autódromo Internacional de Miami (5.412 km), onde alguns pilotos reclamaram da falta de aderência no asfalto.

Leclerc continua no topo da tabela com 104 pontos, seguido por Verstappen (85) e Pérez (66).

"Estou muito feliz por vencer aqui em Miami, foi um ótimo domingo para nós", disse Verstappen ao sair do carro.

Além da reação inicial do holandês, a corrida foi tranquila até que o safety car entrou na pista devido a uma batida entre o francês Pierre Gasly (AlphaTauri) e o britânico Lando Norris (McLaren).

Esta situação levou a duas batalhas nas últimas 11 voltas, com Leclerc tentando recuperar a liderança contra Verstappen e 'Checo' Pérez o pódio contra Sainz, sem que nenhum deles conseguisse o seu objetivo.

"A corrida foi fisicamente muito difícil", admitiu Leclerc. "Tivemos alguns problemas com os pneus. O final foi muito competitivo e achei que poderia alcançar Max."

"Foi uma corrida difícil", concordou Sainz, seu companheiro de equipe na Ferrari. "O carro se movia, deslizava, mas o pódio é um bom resultado."

- Estrelas em Miami -

Por sua vez, 'Checo' Pérez tampouco conseguiu chegar ao cobiçado pódio em uma corrida em que relatou à sua equipe a falta de potência de seu carro.

"Eu não pude fazer nada. Tinha muito déficit no motor, não importa o quanto eu tentasse e forçasse muito nas curvas, eu não conseguia chegar a Carlos", disse Pérez. "Tive que forçar muito nas curvas porque não tinha força nas retas... Um desastre total."

"Eu adoraria estar no pódio com todos os latinos que me apoiaram neste fim de semana", lamentou.

O Grande Prêmio de Miami, uma das duas corridas deste ano nos Estados Unidos, foi aberto com um desfile de celebridades pelo paddock, com lendas do esporte como Michael Jordan, Tom Brady e David Beckham, atores como Matt Damon e cantores como Maluma .

O circuito, que aguardava uma lotação de 82.000 torcedores, foi construído nos estacionamentos do Hard Rock Stadium, sede do torneio de tênis Masters 1000 e lar do Miami Dolphins da NFL.

--- Classificação final do GP de Miami de Fórmula 1:

1. Max Verstappen (HOL/Red Bull) os 308,484 km em 1 h 34:24.258

2. Charles Leclerc (MON/Ferrari) a 3.786

3. Carlos Sainz Jr (ESP/Ferrari) a 8.229

4. Sergio Pérez (MEX/Red Bull) a 10.638

5. George Russell (GBR/Mercedes) a 18.582

6. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) a 21.368

7. Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo) a 25.073

8. Esteban Ocon (FRA/Alpine-Renault) a 28.386

9. Fernando Alonso (ESP/Alpine-Renault) a 32.128

10. Alexander Albon (THA/Williams-Mercedes) a 32.365

11. Daniel Ricciardo (AUS/McLaren-Mercedes) a 35.902

12. Lance Stroll (CAN/Aston Martin-Mercedes) a 37.026

13. Yuki Tsunoda (JPN/AlphaTauri-Red Bull) a 40.146

14. Nicholas Latifi (CAN/Williams-Mercedes) a 49.936

15. Mick Schumacher (ALE/Haas-Ferrari) a 1:13.305

16. Kevin Magnussen (DIN/Haas-Ferrari) a 1 volta

17. Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin-Mercedes) a 3 voltas

- Melhor volta da corrida: Max Verstappen (HOL/Red Bull) 1:31.361 na volta 54 (velocidade média: 213,255 km/h)

Abandonos:

Zhou Guanyu (CHN/Alfa Romeo): problema mecânico na volta 7

Lando Norris (GBR/McLaren-Mercedes): acidente na volta 42

Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri-Red Bull): problema mecânico na volta 47

--- Mundial de pilotos:

1. Charles Leclerc (MON) 104 pts

2. Max Verstappen (HOL) 85

3. Sergio Pérez (MEX) 66

4. George Russell (GBR) 59

5. Carlos Sainz Jr (ESP) 53

6. Lewis Hamilton (GBR) 36

7. Lando Norris (GBR) 35

8. Valtteri Bottas (FIN) 30

9. Esteban Ocon (FRA) 24

10. Kevin Magnussen (DIN) 15

11. Daniel Ricciardo (AUS) 11

12. Yuki Tsunoda (JPN) 10

13. Pierre Gasly (FRA) 6

14. Fernando Alonso (ESP) 4

15. Sebastian Vettel (ALE) 4

16. Alexander Albon (THA) 2

17. Zhou Guanyu (CHN) 1

18. Lance Stroll (CAN) 1

19. Mick Schumacher (ALE) 0

20. Nico Hülkenberg (ALE) 0

21. Nicholas Latifi (CAN) 0

--- Mundial de construtores:

1. Ferrari 157 pts

2. Red Bull 151

3. Mercedes 95

4. McLaren-Mercedes 46

5. Alfa Romeo 31

6. Alpine-Renault 28

7. AlphaTauri-Red Bull 16

8. Haas-Ferrari 15

9. Aston Martin-Mercedes 5

10. Williams-Mercedes 2

Obs.: Sebastian Vettel (ALE), positivo para Covid-19, ficou de fora dos dois primeiros GPs e foi substituído por Nico Hülkenberg (ALE)

gbv/cl/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos